AGUARDE
17 agosto 2017

350 horas em cima de uma bike

Brasileiro fica em 3º lugar em umas das provas mais difíceis no mundo da bike

Considerada a competição por etapas mais longa e mais difícil do mundo, a Trans-Siberian Extreme desafiou, mais uma vez, os melhores ciclistas do mundo a superarem todos os seus limites.

O desafio começou em Moscou no dia 18 de julho e percorreu o caminho da rota ferroviária Transiberiana, chegando nas fronteiras do Cazaquistão, Mongólia e China.

A 3ª edição da competição de ultradistância contou com 10 atletas convidados de 07 países , mas somente três sobreviveram até o final.

A jornada reservou condições impiedosas ao longo do caminho, passando por oito zonas de fusos horários e cinco zonas climáticas entre Moscou e Vladivostok.

Destaque para o brasileiro Marcelo Florentino Soares, o Mixirica, que conquistou a terceira colocação, pelo segundo ano consecultivo, após pedalar 9 mil 211 km, cruzando todo o Oriente.

Depois de 24 dias e mais de 350 horas em cima da bicicleta, o russo Aleksey Shebelin finalmente cruzou a linha de chegada para sagrar-se o grande campeão desta 3ª edição, seguido pelo alemão Pierre Bischoff e pelo brasileiro Marcelo Florentino.

O desafio continua e a próxima edição já tem data marcada. A competição sobre duas rodas acontecerá entre os dias 24 de julho e 17 de agosto de 2018.

 

Tags:
COMPARTILHAR