AGUARDE
05 abril 2016

A polêmica dos convidados do Rio Pro

Com um histórico de oferecer a vaga de wildcard ao campeão brasileiro do ano anterior, o Conselho de atletas da FESERJ votou por realizar triagem para definir convidado

Bino Lopes disputará a triagem na etapa do Rio. (Foto: Pedro monteiro)

Bino Lopes disputará a triagem na etapa do Rio. (Foto: Pedro monteiro)

A escolha dos wildcards da etapa brasileira do World Tour despertou algumas polêmicas nessa última semana, como a divulgação da mudança no critério de escolha da Feserj, Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro. Por decisão tomada no dia 26 de maio de 2015, em reunião com o Conselho de Atletas, que tem Anselmo Corrêa como presidente, decidiu-se que uma triagem definiria o convidado a competir o evento principal. A decisão foi tomada na presença do Presidente, dos conselheiros Marcelo Bispo e Thiago Baldino e dos atletas Simão Romão e Jerônimo Vargas, que explicou ao Woohoo a luta por essa vaga para os locais.

Todos os campeonatos no mundo tem um atleta local geralmente vindo das triagens e um atleta convidado do patrocinador do evento. Como o patrocinador principal (quem dá mais dinheiro) sempre foi a Prefeitura do Rio, nada mais justo fazer uma triagem para os atletas cariocas, já que toda a verba destinada ao surfe no estado está nesse campeonato.

Nossa equipe procurou Abílio Fernandes, presidente da Federação para saber mais detalhes sobre as vagas. Abílio explicou que para a WSL fazer um evento no Brasil, ela tem que seguir determinadas regras e uma delas é destinar uma vaga para a federação local onde vai ser realizado o campeonato. No caso do Rio de Janeiro, ela destina a vaga para a Feserj e a federação é que decide qual critério usar para oferecer essa vaga: "Em 2011, fizemos uma regra. Quando tivesse uma vaga só, era do campeão brasileiro. Se vagasse alguma outra, era do campeão carioca. Havendo uma terceira, seria de um atleta local."
Segundo Abílio, no ano passado, atletas pediram uma reunião com a federação para que uma nova regra fosse criada e assim votou-se na triagem com 16 convidados, que entrou em vigor agora em 2016. Entre os selecionados, estão o Campeão Brasileiro de 2015, o Campeão Carioca de 2013 (último ano realizado), os 6 melhores do ranking carioca, os 4 melhores cariocas no ranking brasileiro, os 2 melhores cariocas colocados no QS e um indicado de cada associação local.

Eu acho que essa vaga deveria ser do campeão brasileiro, pois trata-se de um evento internacional no Brasil (...) Não é fácil ganhar o Circuito Brasileiro e o surfista ganha o campeonato e ainda é obrigado a participar de uma triagem? Mas isso é minha opinião particular.

Por ser uma decisão que tem os próprios atletas como protagonistas, Abílio acredita que cabe a eles essa escolha. O baiano Bino Lopes, campeão Brasileiro de 2015, foi pego de surpresa com a notícia da federação carioca, apesar da votação ter sido feita no ano passado. "Talvez ele não soubesse porque eu não sei se ele está atualizado com nosso estatuto e livro de regra, ainda mais porque ele nem é do Rio de Janeiro. Ele deve ter sido informado pela mídia que ele não entraria direto no evento", explicou o presidente da Feserj.

Bino Lopes em entrevista ao Woohoo (Imagem: Reprodução Skype)

"Eu não entendi esse critério. Para mim, o vice-campeão brasileiro Marco Fernandez e o campeão do Super Surf Krystian Kymerson deveriam estar na triagem então (...) A gente sabe como é a dificuldade de correr o circuito mundial, ainda mais sem patrocínio. Eles não têm patrocínio e estão lá representando nosso país nas etapas do QS. Achei injusto eu ter que correr a triagem e injusto o fato deles não terem sido chamados também."
 

Bino já havia comprado as passagens para a participação na etapa, assim como sua família e patrocinadores: "Fui pego de surpresa, mas estou preparado para o que tiver que ser."

Silvana Lima é convidada da Oi

sil2
Entre as mulheres, aconteceu o que os rumores já antecipavam. Com a saída de Silvana Lima da elite em 2016, a vaga da etapa do Rio de Janeiro, que normalmente seria destinada a campeã brasileira, no caso a ex-top do CT Jacqueline Silva, poderia ser remanejada. A WSL pediu a vaga para a federação local e a cedeu para a Oi, patrocinadora oficial do evento e de Silvana, como explicou Abílio:
"Eles me consultaram e eu disse que não tínhamos o Circuito Carioca há um bom tempo e que daríamos a vaga para a Campeã Brasileira, aí a vaga seria da Jacqueline Silva. Só que depois nós recebemos um email da WSL pedindo a vaga para a Silvana. Eu não tenho direito a vaga, legalmente não tenho nenhum respaldo para poder brigar por ela. A vaga não é da Feserj, é da WSL, então essa decisão não foi nossa."
Jacque já pensava em participar do campeonato desde sua vitória no brasileiro em Ubatuba no ano passado, mas quando soube da saída de Silvana do Tour, já imaginou que a Oi brigaria pela vaga de sua atleta. O evento feminino não teve nenhuma mudança de regra, então a vaga seria de Jacquelina Silva, que já esperava a notícia.

Não me surpreendeu, mas fiquei muito chateada, pois ainda tinha esperanças de participar desse evento. Acho que a WSL South America, dirigida por brasileiros, era (ou é) a única que poderia comprar essa briga.

A surfista ainda reforça que não é por falta de motivação, de surfe ou por causa de sua idade que não está ativa no circuito, mas sim por falta de patrocínio. Essa participação na etapa do mundial a ajudaria em muitos sentidos.

Campeã Brasileira de 2015 (Foto: Internet)

Campeã Brasileira de 2015 (Foto: Internet)


LISTA ATLETAS PARA TRIAGEM WCT


2016

Bino Lopes - Campeão Brasileiro

Alandreson Martins - Campeão Carioca de 2013

Leo Neves - 2º colocado

Leandro Bastos - 3º colocado

Mateus Faria - 4º colocado

Vitor Ribas - 5º colocado

Gustavo Fernandes - 6º colocado

Simão Romão - 7º Colocado

Alternate - Marcelo Bispo - 11º Colocado

Cariocas no Ranking Brasileiro de 2015

Samuel Igo - 13º Colocado

Lucas Silveira - 37º Colocado

Mariano Arreyes - 82º Colocado

Anselmo Corrêia - 89º Colocado

Alternate - Igor Morais - 90º colocado

Cariocas no Ranking WSL 2015

Lucas Chianca - 221º Colocado

Jerônimo Vargas - 262º Colocado

Indicações das Praias

ASAG -

ASBT -

Tags:
COMPARTILHAR