AGUARDE
02 janeiro 2018

A Serpente

Nesse primeiro episódio da série The Search no canal Woohoo o anfitrião será o tricampeão mundial de surfe, Mick Fanning. Após 14 anos na elite, o australiano resolveu tirar um ano sabático. Saíram os eventos da WSL e chegaram as viagens em busca de ondas dos sonhos.

Enquanto estava afastado do CT, Mick Fanning aproveitou a vida como um freesurfer e foi nesse período que ele resolveu seguir a dica de um amigo e foi a procura de uma direita perfeita, que havia sido surfada por apenas três pessoas.

Isso mesmo, apesar do crowd que lota alguns picos, ainda existem muitos outros lugares a serem desvendados. Guardado a sete chaves, esse destino chegou até o Mick através de um vídeo exibido num celular por um amigo. Amigo esse que era uma das três pessoas que sabiam da existência dessa jóia.

Disposto a seguir a procura de ondas dos sonhos, Mick Fanning não pensou duas vezes e conseguiu convencer o amigo a levar ele e uma equipe de filmagem até a onda. Com a promessa de que nunca revelariam o endereço dessa direita, eles seguiram sem saber para onde estavam indo.

“…Foi o plano perfeito para essa fase da minha vida, porque estou tentando encontrar lugares que nunca sonhei que pudesse estar e fugir um pouco de todos os compromissos que tenho durante o circuito mundial”
 

A viagem foi rodeada de muitos segredos e expectativa e ao chegarem no ponto, ninguém acreditava que nesse lugar do mapa tinha onda. E não era uma onda qualquer, era uma direita super longa, de cinco quilômetros, com fundo de areia e múltiplos tubos na mesma onda que chegavam a 10 segundos de duração.

Chamada de Serpente, essa onda teve um nome apropriado, já que ela quebra um pouco distante da praia em linhas paralelas a areia com um lia que encavala e segue numa velocidade até sumir de vista.

Surfar sozinho foi difícil porque não havia referência de nenhum surfista em cima das ondas. Geralmente, há uns 1000 caras em Snapper e você consegue observar a série se aproximando e a linha que cada surfista faz na onda. Eu perdi algumas ondas remando e não conseguindo achar o local certo para entrar, por isso acabei me sentindo como um novato tendo que aprender o local certo do drop”. 

Foram mais de seis horas de surfe e apesar de ter pego intimidade com o pico, Mick Fanning ainda não decifrou a Serpente, que assim como tudo na natureza, desafia a lógica e guardar muitos e encantadores mistérios.

Tudo sobre esse lugar é um mistério. Em um dia sem ondas e sem ondulação ninguém nunca adivinharia seu potencial para o surf. Seu segredo está escondido silenciosamente na areia e no fluxo de água gerado a partir de um swell especifico, com longo período e direção alinhada exatamente com a bancada.

Numa época em que o homem busca a perfeição das ondas através de máquinas e que a internet promete resolver todos os seus problemas, encontrar uma onda como essa, é reencontrar a essência.

Não perca os episódios da série The Search no canal Woohoo todas as segundas-feiras às 21:00.

Tags:
COMPARTILHAR