AGUARDE
08 julho 2015

Amaury Lavernhe vence Itacotiara Pro 2015

No Pro Junior, quem levou a melhor foi Tanner McDaniel, numa disputa muito acirrada com o carioca Matheus Bastos

11206518_394412990744087_2753469598198871472_o

Amaury Lavernhe em Itacoatiara (Foto: Tony D'Andrea/ Uma Rosa Filmes)

Desde 2012, quando a competição passou a ser disputada na praia de Itacoatiara, em Niterói, nenhum atleta do país conseguiu erguer o troféu de campeão. Apesar da boa performance do time brasileiro, que chegou com força total esse ano, ainda não foi a vez da festa terminar nas cores verde e amarela. O baiano Uri Valadão chegou à grande final, mas foi derrotado pelo atual campeão mundial, Amaury Laverhne, que já tinha sido campeão em Itacoatiara em 2013.

Eu cresci nas ilhas Reunião e lá a gente não tem onda assim. Então é claro que quando eu chego aqui, eu estou muito motivado. Eu treinei muito, mas eu não me considero um favorito. Por isso estou muito feliz com essa performance. É um bom início de tour!

Amaury e Uri duelavam pela liderança do ranking mundial. Com pouco tempo de bateria, Amaury já havia colocado Uri em situação de combinação e, enquanto Uri não encontrava ondas melhores, o francês ia ampliando sua vantagem. Após um 7,0 em sua primeira onda, Laverhne, sacramentou a vitória com uma nota 8,0 em sua última onda.

11665496_394493840736002_6548832644244960829_n


Pro Junior

Na categoria Pro Junior, o destaque foi, sem dúvidas, o campeão Tanner McDaniel, de apenas 16 anos. O jovem havaiano mostra muita tranquilidade e intimidade com o mar, sendo a nova promessa do bodyboard mundial. Na categoria profissional, Tanner também teve uma boa performance e chegou até as quartas de final, quando foi eliminado pelo "waterman" Kalani Lattanzi.

Os locais do posto 5 e pupilos de Guilherme Tâmega também impressionaram o público. Sócrates Santana, que era um dos favoritos, chegou até semifinal do Pro Junior, sendo eliminado por McDaniel. Já Matheus Bastos fez uma final incrível, conseguindo a maior nota da bateria, um 8.5, mas acabou com a segunda colocação por uma diferença mínima de 5 centésimos.

11703408_675887009183229_2759866312075660224_o

Finalistas do Pro Junior (Foto: Tony D'Andrea/ Uma Rosa Filmes)


Festival de boas notas

Uma nota 10 a ser lembrada foi a da estreia de Guilherme Tâmega, que aconteceu na terceira rodada. O hexacampeão mundial, que escolheu se despedir da carreira de competidor no Itacoatiara Pro, recebeu a primeira nota 10 da categoria profissional. O local Kalani Lattanzi também chamou a atenção dos outros bodyboarders. Sem se intimidar com o swell que chegou no domingo, Kalani se jogou no mar e pegou um tubo que tirou o fôlego do público na areia, recebendo seu primeiro 10 em competição.

Eu vi que ia ser um buracão e já dropei cavando com muita força. Eu corri lá dentro, mas não sabia se ia sair. Aí, assim que saí no spray, ja saí comemorando amarradão!

Apesar de todo o apoio do público, Kalani perdeu para o francês Amaury lavernhe na semifinal e disputou a terceira colocação com Antonio Cardoso, saindo vitorioso. O português, que garantiu o quarto lugar, fez um ótimo evento, eliminando o francês Pierre-Louis Costes, um dos melhores bodyboarders da atualidade.

Tags:
COMPARTILHAR