AGUARDE
25 outubro 2016

Barbie Humana

Recentemente fui impactado por uma matéria que abordava a edição comemorativa dos 50 anos da boneca Susi. Essa matéria, que pra mim e pra muitos parece irrelevante, acabou sendo inspiração para este texto. Lembrei da Barbie e do quanto as proporções da boneca mais famosa do mundo são inatingíveis e, apesar disso, eventualmente vemos a mídia divulgar mulheres de várias nacionalidades que fizeram plásticas espelhando-se neste "ícone de beleza”. 

Por que as bonecas adoradas por gerações e gerações de meninas representam um padrão de beleza tão distante da maioria das mulheres? Por que até as bonecas que simbolizam a "mulher ideal" estão tão longe do futuro de meninas que não serão loiras, de olhos azuis, magras, cintura muito fina e pernas longas? Esta referência, mesmo que inconscientemente, permanece na vida das mulheres e se materializa nas passarelas da moda. 

O que as mulheres não percebem é que assim como existem roupas exclusivamente para a passarela, existe um biotipo adequado para aquele universo e isso não o faz ideal, melhor ou mais bonito. A maioria das pessoas não usaria as peças exóticas próprias para aquela performance. Mulheres, percebam que a beleza de vocês está no jeito que são, com seus corpos únicos e reais, mesmo que muito distantes daquela imagem idealizada, inatingível e irreal.

Tags:
COMPARTILHAR