AGUARDE
26 abril 2019

Brasil na reta final do CT Bells

Filipe Toledo, Gabriel Medina e Italo Ferreira nas quartas de final

Após dias com o mar praticamente flat, nessa sexta-feira, 26 de abril, as ondas ganharam volume em Bells Beach, na Austrália, e desafiaram os melhores surfistas do mundo. Entre pranchas quebradas e momentos de tensão por causa do grande volume de água, alguns competidores se destacaram.

Gabriel Medina

Bicampeão mundial, o brasileiro que é apontado como o surfista mais fantástico do tour, mais uma vez confirmou que é bom em diferentes condições, das marolas as ondas pesadas, como as de até quatro metros em Bells.

Escalado para abrir a competição masculina nessa sexta-feira, Gabriel passou sem dificuldades pelo convidado Reef Heazlewood na nona bateria da terceira rodada.

Logo depois, foi a vez do compatriota Willian Cardoso ficar perdido diante do paulista local de Maresias, São Paulo. Enquanto Willian praticamente não se achou no mar e a maior nota dele foi um 3.93, Gabriel remou nas bombas da série e computou 17.27 pontos.

John John Florence

Apesar da apresentação fantástica de Gabriel Medina, o verdadeiro comandante do espetáculo foi John John Florence. O bicampeão mundial que passou metade da temporada 2018 se recuperando de uma lesão no joelho, mostrou que está 100% e inspirado.

Assim como Medina, John John Florence também se adapta a diferentes tipos de ondas. Contra o brasileiro Jadson André na rodada dos 32 competidores, o havaiano estava a vontade e já começou a disputa com uma nota 8.17 que deu confiança a ele para seguir no jogo e ao mesmo tempo desestruturou seu adversário, Jadson André.

Na fase seguinte, apesar da excelente atuação Owen Wright, John John Flroence mais uma vez roubou a cena. Nessa bateria, o havaiano demorou mais para se encontrar, mas bastou ele somar na sequência um 9.63 e um 8.53 para deixar Owen precisando de uma nota alta para reverter o resultado.

Está muito grande lá fora, está assustador.

A competição vai voltar para água no sábado, 27 de abril, último dia da janela de espera, e o embate mais aguardado é sem a menor dúvida o que coloca em lados opostos John John Florence e gabriel Medina. Os dois principais nomes do evento até o momento vão se enfrentar na terceira bateria das quartas de final.

As surpresas

Ver John John Florence e Gabriel Medina classificados para o dia decisivo de um evento como esse não é novidade, mas ter a presença dos australianos Jacob Wilcox e Ryan Callinan merece nosso destaque.

Enquanto Ryan volta para a elite depois de um hiato de duas temporadas, Jacob Wilcox sente o gostinho de competir contra os melhores do mundo graças a vitória dele na triagem.

Nas oitavas de final Ryan barrou Conner Coffin e a vitima de Jacob foi o estreante brasileiro na elite Deivid Silva.

A dupla agora se prepara para mais uma pedreira pela frente. Ryan Callinan vai bater de frente com toda a experiência do mito Kelly Slater, enquanto Jacob briga por uma vaga na semifinal contra o brasileiro Filipe Toledo.


Conhecido por seu talento nas ondas pequenas, Filipe Toledo provou que vem evoluindo em condições mais pesadas. Fotos: © WSL / Dunbar

 

A quarta e última bateria das quartas de final conta com Italo Ferreira e Jordy Smith.

 

Para saber sobre o que rolou no penúltimo dia do CT feminino em Bells Beach, acesse aqui. E para ver a participação de Bruno Bocayuva, no Flash diretamente de Bells Beach, dá play no vídeo.

 

 

Tags:
COMPARTILHAR