AGUARDE
27 agosto 2019

Segunda-feira de folga no Tahiti Pro

Após três dias de espera e muita expectativa o mar reagiu em Teahupoo, no Tahiti, e as 12 baterias da primeira fase foram realizadas no sábado. As ondas não estavam enormes e clássicas como os competidores desejavam, pelo contrario, a fase de abertura rolou em ondas difíceis de um metro com séries maiores e exigiram paciência e muita habilidade dos tops.  O norte-americano Kolohe Andino foi cirúrgico na escolha das ondas e fez o feijão com arroz direitinho para avançar em primeiro lugar direto para terceira fase. 

 

 

O grande destaque da fase de abertura foi o brasileiro Italo Ferreira, que anotou 12,16 pontos nas duas melhores ondas. Além do potiguar, outros sete brasileiros garantiram a classificação direta para a terceira rodada, entre eles o vice-líder do ranking mundial Filipe Toledo e Gabriel Medina, defensor do título da etapa.

 

No domingo o mar acertou graças a um vento terral e alguns surfistas fizeram as pazes com as ondas do pico. O brasileiro Peterson Crisanto, que somou apenas 0,77 pontos na estreia, deu a volta por cima ao vencer o confronto da repescagem contra o francês Michel Bourez e o português Frederico Morais. Ryan Callinan, melhor australiano no ranking atualmente, também se reergueu ao registrar 12,50 pontos de somatório e garantir o passaporte para a fase três. O destaque da rodada no entanto foi o norte-americano Connor Coffin, que cravou o maior somatório do evento até o momento: 15,43 pontos.  A segunda-feira amanheceu com ondas ruins e a direção de prova decretou folga para os competidores em Teahupoo. Continue ligado na nossa programação para saber tudo que acontece no Tahiti Pro 2019. 

Tags:
COMPARTILHAR