AGUARDE
03 abril 2017

Caio Vaz representa o Brasil no The Ultimate Waterman

Carioca entra em ação a partir deste sábado, dia 1° de abril, na Nova Zelândia; competição reúne os oito melhores atletas em modalidades de surfe

Um grande desafio na água. É isso o que Caio Vaz tem pela frente a partir deste sábado, dia 1° de abril. Pelo segundo ano consecutivo, ele é o representante brasileiro no The Ultimate Waterman, evento que promove a competição entre oito atletas em diferentes modalidades de surfe ao longo de nove dias. Os cenários das disputas são as praias e baias da Nova Zelândia. Ao final, apenas um atleta será coroado como o "homem da água".

Caio Vaz é bicampeão mundial de SUP Surf (2015 - 2016) e tem experiência no mar desde os quatro anos de idade, quando começou sua trajetória em esportes aquáticos incentivado por seus pais. Assim, a diversidade das competições no The Ultimate Waterman não o assunta. No ano passado, o carioca estreou pelo evento e conquistou a sexta colocação final. O conhecimento adquirido na última edição e os fortes treinamentos realizados animam o representante brasileiro.

"Venho me preparando para o evento desde janeiro, focando nos treinos de endurence no Rio de Janeiro com o Marcelo Esquilo. Depois passei uma temporada no Havaí, onde aprimorei o surfe de pranchinha, longboard e stand up. Também estive em Mavericks, e por lá só peguei bomba. Foi ótimo para aprimorar o surfe em ondas grandes. Então estou pronto para me sair bem na competição e representar o Brasil, o que é sempre motivo de muito orgulho para mim", analisa Caio.

Surfe de pranchinha, longboard, SUP Surf e em ondas grandes, além de corrida de canoa havaiana, stand up paddle, paddleboarding e natação subaquática (apneia), são as oito modalidades em disputa no evento. "Acredito que meu ponto forte esteja nas competições de ondas, mas treinei bastante a categoria endurance para ter um resultado melhor do que tive em 2016", avisa.

Competição, amizade e cultura

O The Ultimate Waterman tem peculiaridades especiais. As disputas pela coroa de campeão do evento são intensas, mas a amizade entre os competidores e o aprendizado cultural despertam o interesse de Caio Vaz. No torneio, o brasileiro tem a companhia de Daniel Kereopa (Nova Zelândia), Connor Baxter (Havaí), Manoa Drollet (Taiti), Coco Nogales (México), Jackson Maynard (Austrália), Chuck Glynn (Estados Unidos) e do atual campeão do TUW, Zane Schwitzer (Havaí).

"Uma das coisas mais legais que tem no evento é a vibe do lugar e entre os competidores. É muito respeito, muita convivência. Uma experiência sempre inesquecível. Além disso tudo, ainda tem a paisagem. Já começo a ficar maravilhado desde a janela do avião, quando sobrevoa os locais de competição. O país inteiro é lindo. Estou focado em conseguir o melhor resultado possível, dar o melhor de mim em cada competição, mas também quero aprender sobre a cultura Maiori e fortalecer minhas amizades por aqui", encerra.
 

Sobre Caio Vaz

Natural do Rio de Janeiro e atualmente com 23 anos, Caio Vaz começou sua experiência no mar ainda criança, incentivado por seus pais. Na infância, disputou campeonatos de pranchinha treinado por Caio Monteiro. Aos 11 anos, iniciou também a carreira de modelo, integrando o casting de uma importante agência do Rio de Janeiro. Como ator e modelo, Caio integrou elenco de novelas da Rede Globo e trabalhos ao lado de modelos como Fernanda Lima, além de três temporadas do "Irmãos Vaz", do canal Off, da Globosat, programa que mostrava sua saga e do irmão Ian em busca dos melhores picos para surfar. O SUP Surf surgiu na vida de Caio Vaz justamente através de Ian, que o apresentou a evolução da modalidade. Caio disputa o Circuito Mundial de SUP Surf desde 2012, quando terminou na quinta colocação geral. De lá para cá, foram dois vice-campeonatos (2013 e 2014) e dois títulos (2015 e 2016).

VEJA MAIS SOBRE O 1º TITULO MUNDIAL DE SUP SURF DO CAIO VAZ CLICANDO AQUI.

Tags:
COMPARTILHAR