AGUARDE
13 abril 2016

Chapada dos Veadeiros

Longe do mar, mas cheia de energia e aventura

Distante cerca de 230 km de Brasília e 400 km de Goiânia, a Chapada dos Veadeiros é um dos Patrimônios Mundiais Naturais. Com uma extensa lista de atrativos, a Chapada dos Veadeiros abrange vários municípios entre eles São Jorge, Cavalcante e Alto Paraíso de Goiás.

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, foi criado em 1961 e atualmente é cuidado pelo ICMBio. Mapa: Reprodução Internet

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi criado em 1961 e atualmente é cuidado pelo ICMBio. Mapa: Reprodução Internet

 

Além de paisagens impressionantes, a essência da Chapada também é baseada no misticismo. Em 1980 o projeto chamado Rumo ao sol nasceu para incentivar a instalação e o desenvolvimento de comunidades alternativas. Mas o que a Chapada dos Veadeiros tem que atraiu essas pessoas?

 

 

A Chapada dos Veadeiros está sobre a maior rocha de cristal do planeta, uma jazida de quartzo, o que, segundo estudiosos de esoterismo gera uma campo magnético positivo. Além disso, Alto Paraíso, um dos municípios que fazem parte da Chapada dos Veadeiros, foi construído sobre o paralelo 14, mesma linha imaginária que passa sobre Machu Picchu, no Peru. Estas características atraíram muitas pessoas, que em busca de autoconhecimento, resolveram se mudar de vez para esta região.

 

Muitos acreditam que a Chapada dos Veadeiros é um lugar seguro em caso de desastres ambientais. Foto: Blog Pachamama

 

Muitos acreditam que a Chapada dos Veadeiros é um lugar seguro em caso de desastres ambientais. Foto: Blog Pachamama

 

Mas para quem não tem coragem de tomar esta atitude e também para quem não pode jogar tudo para o alto, a opção de ir passear na Chapada dos Veadeiros é maravilhosa.

 

As cachoeiras da região é um dos principais atrativos. Foto: Por ai de mochila

 

As cachoeiras da região é um dos principais atrativos. Foto: Por ai de mochila

 

 

Para quem quer curtir as cachoeiras e relaxar, o melhor período para visitar a Chapada dos Veadeiros é entre os meses de maio e setembro, época de tempo mais seco. A forma mais fácil de chegar na Chapada é através do aeroporto de Brasília, onde dá para alugar um carro e pegar a rodovia GO-118, que está em bom estado de conservação.

 

 

 

 

 

 

Entre as muitas opções de cidades para ficar três se destacam: Alto Paraíso, onde estão as pousadas mais estruturadas, São Jorge, vilarejo onde está a entrada do parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, e Cavalcante, que fica mais próximo das cachoeiras mais bonitas.

 

A entrada do parque nacional da Chapada dos Veadeiros fica no vilarejo de São Jorge. Foto: Blog Turismo

 

A entrada do parque nacional da Chapada dos Veadeiros fica no vilarejo de São Jorge. Foto: Blog Turismo

 

 

 

 

Dicas do que fazer:

 

 

 

 

Vale da Lua:

Fica na GO-241 a 6 km de São Jorge, sentido Alto Paraíso. Após a entrada da fazenda, que é uma propriedade particular, tem mais 5 km de carro em estrada de terra e mais caminhada leve de 600m. O passeio é pago e custa R$20 por pessoa.

O grande atrativo do local são as formações rochosas esculpidas pela força da água do Rio São Miguel, um cenário que lembra o da superfície da Lua. Poços e pequenas cachoeiras atraem os banhistas.

 

 

 

 

 

A propriedade onde fica o  Vale da Lua está a venda. Foto: Caliandra do Cerrado

A propriedade onde fica o Vale da Lua está a venda. Foto: Caliandra do Cerrado

 

Fazenda São Bento:

Outra área privada aberta para o turismo é a Fazenda São Bento, que reúne 3 cachoeiras Almécegas I e II e São Bento. Para conhecer as 3 é preciso pagar R$30 por pessoa.

A Fazenda São Bento também fica na GO-241 a 8 km de São Jorge, sentido Alto Paraíso.

A caminhada para Almécegas I e II é de 1.6 km, enquanto a São Bento é bem mais leve e fica na entrada da fazenda. Além das cachoeiras, a Fazenda São Bento também oferece passeio à cavalo, tirolesa, rapel e bike, além de hospedagem na pousada fazenda São Bento e a cerveja artesanal São Bento.

A fazenda pertence a família austríaca os Pfrimer desde 1920. Foto: Pousada São bento

 

A fazenda pertence à família austríaca os Pfrimer desde 1920. Foto: Pousada São bento

 

 

 

 

Parque Nacional Chapada dos Veadeiros:

Criado em 1961, o parque nacional Chapada dos Veadeiros é cuidado pelo ICMBio e desde 2001 foi declarado Patrimônio Mundial Natural. Esta área de pouco mais de 65 mil hectares ocupa parte das cidades de Alto Paraíso e Cavalcante. O Parque nacional da Chapada dos Veadeiros que atualmente não cobra nenhuma taxa de entrada e não exige a contratação de guia possui diversas formações vegetais; centenas de nascentes e cursos d água e rochas com mais de um bilhão de anos.

O Parque possui 4 trilhas distintas. A mais fácil é a trilha de Siriema, que possui 800 metros de caminhada ida e volta.

 

A Chapada dos Veadeiros atrai muitos observadores de pássaros. Foto: Camping Pachmama

 

A Chapada dos Veadeiros atrai muitos observadores de pássaros. Foto: Camping Pachmama

 

 

A trilha dos cânions tem cerca de 10,6 km ida e volta e caminho guarda a Cachoeira da Carioca e o Cânion II.

A trilha dos Saltos tem cerca de 11 km e pode incluir ou não os saltos e as corredeiras.

Travessia das sete quedas, esse é o percurso mais difícil e demora entre 2 e 3 dias e existe a possibilidade de acampar dentro do parque. São 23 km de caminhada, que começa no parque, mas a saída é na beira da estrada entre São Jorge e Alto Paraíso. Nesse trajeto o parque recomenda a contratação de guia, que vai se responsabilizar entre outras coisas do resgate na chegada da travessia.

Todos os percursos são muito bem sinalizados por cores e de acordo com a organização do parque em quase toda a extensão do parque existe a cobertura de celular para qualquer emergência.

 

 

 

Risoteria Santo Cerrado:

Aberto em 2011, no vilarejo de São Jorge, a Risoteria Santo Cerrado funciona de quarta-feira a domingo e mistura comida gostosa, decoração de bom gosto, atendimento excelente e um visual ímpar. Localizada no final de uma rua que faz ligação com área do parque, o espaço possui um entardecer muito especial.

A lista de chefs que possuem pratos assinados no restaurante inclui Andrea Varjão, Andrea Conrado, Paulinho Lima entre outros que são convidados com regularidade para levarem ao restaurante suas criações, que geralmente usam comidas típicas do cerrado como a castanha de baru que aparece no risoto, no drink e no brigadeiro.

Os valores dos risotos variam entre R$ 50 e 70. No Santo Cerrado também é possível experimentar as cervejas artesanais de trigo e Pale Ale da fazenda vizinha São Bento.

A risoteria Santo Cerrado não é barata, mas vale a pena a visita. Foto: Panoramio

 

A risoteria Santo Cerrado não é barata, mas vale a pena a visita. Foto: Panoramio

 

 

 

 

Pousada Baguá:

Situada bem próximo da entrada do parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, na vila de São Jorge, a pousada Baguá é um lugar charmoso com um atendimento particular. No café da manhã, frutas, sucos, chás e café ficam expostos, mas cada hóspede pode escolher pães e bolos caseiros, que são preparados individualmente e chegam quentinhos na mesa.

A pousada dispõe de 6 bangalôs, que possuem além de ar condicionado, sala de banho com duas duchas, banheiro com jardim de inverno e lareira, uma banheira de hidromassagem ao ar livre, que é um charme.

Para quem procura uma experiência romântica, essa dica é especial. Foto: Por aí de mochila

 

Para quem procura uma experiência romântica, essa dica é especial. Foto: Por aí de mochila

 

Com longas caminhadas durante o dia, uma hidro no final de tarde sempre é interessante. Foto: Pousada Baguá

 

Com longas caminhadas durante o dia, uma hidro no final de tarde sempre é interessante. Foto: Pousada Baguá

 

A Baguá também oferece num custo mais acessível 3 cabanas, construídas em palafitas, utilizando-se telhas ecológicas, eucalipto e pinus tratados.

 

 

 

 

 

Tags:
COMPARTILHAR