AGUARDE
24 junho 2014

Cinco festivais europeus imperdíveis

Selecionamos eventos imperdíveis para fãs de música dispostos a viajar o mundo atrás de novos sons

Planejar uma viagem para assistir um grande festival requer mais do que dinheiro no banco e disposição: o segredo é pesquisar muito sobre os festivais ao redor do mundo e descobrir qual combina mais com seu estilo de música favorito, sua maneira de assistir shows e seu fôlego para permanecer em pé por horas a fio. Se você não estiver disposto a aguentar muita lama, calor, frio, dificuldades de estrutura e cansaço extremo, por exemplo, não adianta tentar programar uma viagem para o gigantesco Glastonbury. Se o seu negócio é permanecer perto da cidade e poder voltar para casa a hora que quiser, vai ser difícil curtir o esquema do Melt!, festival que rola no interior da Alemanha em um terreno repleto de máquinas abandonadas e a cerca de três horas de trem da capital Berlim. Aproveitando o início do intenso verão europeu, selecionamos cinco festivais que acontecem nos próximos meses para quem pretende viajar para o velho continente em busca de novos sons. Veja abaixo nossas escolhas e já comece a arrumar as malas!   Melt!   Fãs de música eletrônica do mundo todo viajam anualmente para a Alemanha em busca de três dias ininterruptos de som, com um line-up que reúne mais de 100 artistas. O festival fica em Ferropolis, a "cidade do ferro", um museu a céu aberto repleto de gigantescas máquinas industriais abandonadas ao lado da cidade de Gräfenhainichen. Saindo de Berlim, é possível chegar até o festival em trens ou ônibus, que demoram cerca de três horas e têm itinerários amplos e flexíveis para os turistas.

Um dos festivais mais impressionantes da Europa em termos de som e visual, o Melt! é para os fortes: além dos três dias ininterruptos de ferveção, o ideal é acampar pelo terreno e torcer para que o naturalmente quente verão europeu não seja muito inclemente com os festeiros. O esforço, entretanto, vale a pena: em 2014, o line-up conta com artistas como Portishead, Robyn, Four Tet, Modeselektor, Moderat, Chet Faker, John Talabot e Metronomy. Os amantes de música eletrônica podem aproveitar e estender a estadia em Berlim, cidade repleta de clubes de vanguarda e ótimos para quem gosta de ir atrás de música nova.

O Melt! acontece de 18 a 20 de julho, e os ingressos podem ser adquiridos aqui.   Dimensions Festival O Dimensions está fora da rota habitual dos grandes festivais europeus, mas é provavelmente um dos mais interessantes eventos de música alternativa dos últimos anos. Situado em Punta Christo, na Croácia, o local utilizado pelo festival tem mais de 2 mil anos, e era usado como um forte para proteger a antiga cidade de Pula. As catacumbas, calabouços, túneis subterrâneos e fortalezas foram transformados em palcos para ouvir música eletrônica, e a acústica única da estrutura ajuda a criar o clima pensado pelos artistas.

Além do visual impressionante das instalações, o Dimensions tem mais um atrativo para quem gosta de festivais a céu aberto: o local fica na beira do mar Adriático, considerado um dos mais bonitos do mundo, e além dos shows oficiais em terra o festival oferece mais de 50 festas em barcos que percorrem a costa durante os cinco dias de programação.

É preciso organizar a viagem com antecedência, já que além de ir até a Croácia é necessário comprar as passagens de barco para a ilha e os ingressos para o festival e o camping. O line-up compensa o esforço com uma programação com mais de 200 artistas, como Caribou, John Hopkins, Daphni, Warpaint, Ben Klock, Darkside e Moodyman. Se a intenção é ouvir música nova em um cenário paradisíaco, dificilmente algo será melhor do que o Dimensions. O festival acontece entre 21 e 31 de agosto, e os ingressos podem ser adquiridos aqui.     Glastonbury Pai de todos os festivais europeus, o Glastonbury é para quem sonha grande: com mais de 300 artistas em seu line-up, é necessário ter muito fôlego e força de vontade para conseguir aguentar a maratona de quatro dias de música, com inúmeros shows simultâneos e palcos extremamente longe um do outro. A experiência, entretanto, vale a pena: o festival é uma tradição entre fãs de música, que viajam do mundo todo para a Inglaterra em busca da diversidade cultural e musical do line-up. Esse ano, a grande polêmica é a escalação do Metallica, já que o Glastonbury ficou conhecido por ser um festival mais voltado para a cena alternativa e longe de qualquer vocação heavy metal.

Os ingressos para o festival sempre esgotam meses antes do anúncio dos headliners, mas é sempre possível tentar comprar de algum desistente ou em sites especializados em revender ingressos que não poderão mais ser usados. Além do Metallica, se apresentam no festival artistas como Arcade Fire, Kasabian, Jack White, Lana del Rey, Skrillex, Massive Attack, M.I.A e Bryan Ferry. Uma dica para quem vai se aventurar pelo terreno lamacento do festival é manter o celular carregado e ficar de olho nas redes sociais - alguns shows secretos são anunciados minutos antes, caso de uma apresentação surpresa de Thom Yorke, do Radiohead, na edição do ano passado.

O Glastonbury acontece de 25 a 29 de junho no interior da Inglaterra. Veja mais informações aqui.     Berlin Festival   Para os fãs de música que curtem a metrópole e não querem se deslocar até o interior para o Melt!, o Berlin Festival é uma escolha perfeita dentro da cidade. Além do line-up repleto de bons artistas, uma das maiores atrações é o local do festival, que acontece no Tempelhof, aeroporto abandonado da cidade. O Berlin Tempelhof Airport foi inaugurado em 1923 e ganhou uma restauração massiva durante o governo nazista, que queria estimular o tráfego aéreo na região. Considerado uma das construções icônicas da Europa pré-Segunda Guerra Mundial, o Tempelhof foi fechado oficialmente em 2008, e hoje abriga não só vários festivais culturais como serve de parque para os moradores dos bairros próximos.

O Berlin Festival acontece entre os dias 5 e 7 de setembro, e conta com shows de Darkside, Jessie Ware, Mount Kimbie, Digitalism e Hudson Mohawke. Clique aqui para comprar ingressos.

Roskilde Assim como o Glastonbury, o dinamarquês Roskilde é um dos festivais mais tradicionais da Europa, famoso não só pela cena cultural que mobiliza como pelo line-up repleto de grandes nomes. Para quem gosta de festivais grandiosos, o Roskilde é perfeito: nenhuma banda, nem as pequenas, toca menos de uma hora (o que é raro em festivais, que costumam colocar as primeiras bandas do dia para tocar por apenas meia hora), e a variedade de gêneros musicais é grande (2014 vai de Rolling Stones a Drake, Major Lazer a Outkast, Rob Zombie a Deerhunter).

Além disso, a estrutura do festival segura a barra de quem pretende aguentar quatro dias de música ininterrupta, oferecendo uma enorme praça de alimentação saudável com produtos orgânicos, variedade para vegetarianos e boa cerveja. O Roskilde acontece entre 29 de junho e 6 de julho, e os ingressos podem ser adquiridos aqui.

Tags:
COMPARTILHAR