AGUARDE
08 julho 2019

Com condições desfavoráveis, GKA de Tarifa termina com vários vencedores

Etapa contou com as modalidades Strapless e Freestyle

A maior competição de Kitesurf do mundo encerrou mais uma etapa. Dessa vez, a parada foi em Tarifa, na Espanha, entre os dias 3 e 7 de julho. O evento, que teve mais de 80 inscritos, contou com as modalidades Strapless e Freestyle, mas por condições desfavoráveis do vento, não concluiu as fases.

Uma das paradas mais tradicionais da competição, que já proporcionou diversos momentos clássicos, deixou a desejar. O céu estava limpo, mas os ventos definitivamente não colaboraram. Durante a semana, as condições foram estranhas, mas houve eliminatórias. E após muita expectativa e espera, o último dia acabou sem concluir todas as competições.

Para as mulheres, a eliminação individual terminou com Carla Herrera-Oria em primeiro, seguida por Sabine Beukelaars, Barbara Sgardello, Barbara Sgardello e Johanna-Catarina Edin. Já a modalidade Freestyle parou nas semis, com 8 competidoras na mesma posição, inclusive a brasileira Mikaili Sol. 

Para os homens,  na modalidade Strapless, foi possível completar até as quartas de final, ou seja, todos os 8 terminaram na primeira posição conjunta, inclusive o brasileiro Pedro Matos. Tiveram atletas que conseguiram passar para as semis, mas como os ventos não ajudaram, não foi possível terminar o restante. Já na Freestyle, a competição terminou nas semis com todos os 8 também na mesma posição.

A etapa de Tarifa não foi a melhor do ano, mas foi uma ótima oportunidade de reunir os atletas do GKA de todas as disciplinas. A próxima parada do Kite vai acontecer em Bel Ombre, em Mauritius, entre 6 e 15 de setembro. E de Freestyle em Fuerteventura, também na Espanha.

Tags:
COMPARTILHAR