AGUARDE
08 outubro 2018

CT da França volta pra água pra realizar duas baterias

WSL deu sinal verde para o CT feminino na França, mas diante de ondas fracas, apenas duas baterias foram realizadas

Após quatro dias de descanso, a WSL resolveu retomar a competição feminina do CT da França nessa segunda-feira. O dia começou com ondas de um metro e séries um pouco maiores, mas quando as meninas foram para água, essa ondulação de noroeste já estava perdendo força.


Coco Ho venceu Paige Hareb sem dificuldades. Foto: WSL / Poullenot

No primeiro embate da repescagem, a havaiana Malia Manuel passou para a terceira rodada sem precisar surfar. Isso porque a adversária dela Keely Andrew está fora da disputa. A australiana, de 23 anos, levou um choque da prancha no joelho na primeira fase e anunciou no domingo que abandonaria a prova. A lesão de Keely foi séria. Com o choque, ela teve uma hemorragia articular, uma fratura na rótula, um contusão óssea no fémur e uma ruptura de grau 3 no ligamento colateral. Sem esse duelo para ser realizado, Coco Ho e Paige Hareb entraram em cena. A havaiana garantiu as notas logo no início do embate e não teve dificuldades para eliminar a neozelandesa que ainda não passou uma bateria nessa temporada no CT.

Na sequência, a americana e estreante na elite Caroline Marks acabou surpreendida por Vahine Fierro. A surfista da Polinésia Francesa, que está no evento como convidada garantiu as notas dela, um 5.83 e um 5.17 e partiu para a marcação em cima de Caroline, que tentou desesperadamente encontrar uma onda acima dos 6.66 pontos.

Caroline Marks é a única estreante no CT feminino em 2018. FOTO: WSL / Poullenot

Admiradora do surfe de Caroline, Vahine agora já pode se preparar para enfrentar sua surfista preferida, Stephanie Gilmore.

 

Uma nova chamada está marcada para essa terça-feira, às 7:45h no horário local. Com janela de espera até domingo, dia 14 de outubro, a previsão oficial do evento aponta a chegada de um novo swell de noroeste nessa terça.

 

Tags:
COMPARTILHAR