AGUARDE
17 maio 2015

Dia começa com show das meninas e Courtney Conlogue fica com o título do Oi Rio Pro

Bom Dia Oi Rio Pro, com Bianca Medeiros

O domingo decisivo na etapa brasileira do CT 2105 teve início às 07:10 com os embates das quartas de final da categoria feminino. A sul-africana Bianca Buitendag, que em 2013 ficou em terceiro lugar nesse evento, eliminou a norte-americana Lakey Peterson para avançar para semifinal. Na sequência, a havaiana Carissa Moore passou sem dificuldades pela australiana Keely Andrew e se classificou para sua quarta semifinal da temporada. Logo depois Tyler Wright venceu de virada o confronto contra a carrasca da brasileira Silvana Lima, Coco Ho.

A disputa pelas vagas para final entre as mulheres será realizada logo depois das quartas de final e em seguida os homens entram em ação.

Quartas de final feminino:

1. Bianca Buitendag (AFS) 13,27 x Lakey Peterson (EUA) 10,16

2. Carissa Moore (HAV) 14,60 x Keely Andrew (AUS) 10,06

3. Tyler Wright (AUS) 11,67 x Coco Ho (HAV) 11,50

4. Malia Manuel (HAV) 10,20 x Courtney Conlogue (EUA) 11,50

Semifinal masculino:

1. Filipe Toledo (BRA) x Italo Ferreira (BRA)

2. Bede Durbidge (AUS) x Matt Wilkinson (AUS)

O sábado, 16 de maio, começou com ondas de meio metro e séries um pouco maiores na praia da Barra da Tijuca, palco principal da quarta etapa do circuito da elite mundial de surfe. De acordo com a previsão, as ondas vão perder volume e o evento vai terminar as duas categorias neste domingo em ondas ainda menores. O cronograma do Rio Pro prevê a realização da repescagem e da terceira fase da disputa feminina e as quartas de final do confronto masculino, sendo assim a organização fica com folga para definir os campeões neste domingo.

Logo na primeira bateria do dia, a cearense e única representante brasileira entre as melhores do mundo, Silvana Lima, optou pela tática de abrir o duelo com notas medianas para não ser surpreendida. A adversária de Silvana foi a australiana Nikki Van Dijk, que encerra sua participação na 13ª colocação.

Hoje tentei começar da melhor forma, com umas ondinhas para sentir o mar e deu tudo certo, porque não veio muita onda e só no final que ela ganhou um 6.5.

 

_________________________________________________________________________________O terceiro dia de competição do Rio Pro começou às 7:15h com a terceira fase masculina. Apesar do horário, a praia da Barra da Tijuca já estava lotada quando John John Florence deu um show contra Adam Melling. O havaiano acertou um rodeo clown e achou um tabulo para a esquerda para eliminar sem dificuldades o australiano.

O cronograma do evento prevê a realização da terceira e quarta fases masculina e mais a repescagem feminina. Acompanhe as últimas notícias do Rio Pro através do twitter @woohootv e também no Instagram @canalwoohoo.

_________________________________________________________________________________

O quarto dia da janela de espera do Rio Pro 2015 começou com condições desafiadoras para os organizadores da quarta etapa do circuito da elite mundial de surfe. As ondas estão pesadas, com cerca de 2 metros na série aqui na praia da Barra da Tijuca, mas a formação está pior do que na quarta-feira.

Foto: Gabriel Rios

Na primeira chamada, às 7 horas da manhã, a WSL já definiu dia de descanso para a competição feminina e deixou o confronto masculino em espera até às 9:30h, quando anunciou que o evento começaria às 10h.SEGUNDA FASE DO RIO PRO
1ª bateria: Mick Fanning (AUS) x David do Carmo (BRA)
2ª bateria: John John Florence (HAV) x Alex Ribeiro (BRA)
3ª bateria: Taj Burrow (AUS) x Alejo Muniz (BRA)
4ª bateria: Josh Kerr (AUS) x C. J. Hobgood (EUA)
5ª bateria: Jordy Smith (AFR) x Ricardo Christie (NZL)
6ª bateria: Nat Young (EUA) x Brett Simpson (EUA)
7ª bateria: Julian Wilson (AUS) x Dusty Payne (HAV)
8ª bateria: Joel Parkinson (AUS) x Keanu Asing (HAV)
9ª bateria: Owen Wright (AUS) x Glenn Hall (IRL)
10ª bateria: Miguel Pupo (BRA) x Adam Melling (AUS)
11ª bateria: Kolohe Andino (EUA) x Kai Otton (AUS)
12ª bateria: Adrian Buchan (AUS) x Fredrick Patacchia (HAV)

_________________________________________________________________________________

Quarta-feira, 13 de maio - Dia de descanso no Rio Pro

A quarta-feira amanheceu com ondas grandes prejudicadas pelo vento e pela correnteza aqui no Postinho, na oeste do Rio de Janeiro. A direção de prova, que fez três chamadas nessa manhã, e decidiu às 10:30h a dar day off aos melhores surfistas do mundo. O Rio Pro está paralisado na segunda fase.

Quando o evento recomeçar, na categoria masculina o australiano Mick Fanning e o brasileiro David do Carmo se enfrentam no primeiro embate. Já no feminino, a primeira bateria da repescagem é composta pela nossa Silvana Lima e a aussie Nikki Van Dijk. Uma nova chamada será realizada na quinta-feira às 7:00h. Continue ligado na nossa programação para ficar por dentro de tudo que acontece na etapa brasileira do CT 2015.

2ª fase Masculino:

1. Mick Fanning (AUS) x David do Carmo (BRA)

2. John John Florence (HAV) x Alex Ribeiro (BRA)

3. Taj Burrow (AUS) x Alejo Muniz (BRA)

4. Josh Kerr (AUS) x C.J. Hobgood (EUA)

5. Jordy Smith (AFS) x Ricardo Christie (NZL)

6. Nat Young (EUA) x Brett Simpson (EUA)

7. Julian Wilson (AUS) x Dusty Payne (HAV)

8. Joel Parkinson (AUS) x Keanu Asing (HAV)

9. Owen Wright (AUS) x Glenn Hall (IRL)

10. Miguel Pupo (BRA) x Adam Melling (AUS)

11. Kolohe Andino (EUA) x Kai Otton (AUS)

12. Adrian Buchan (AUS) x Freddy Patacchia Jr. (HAV)

 

2ª fase Feminino:

1. Silvana Lima (BRA) x Nikki Van Dijk

2. Johanne Defay (FRA) x Alessa Quizon (HAV)

3. Tyler Wright (AUS) x Luana Coutinho (BRA)

4. Lakey Peterson (EUA) x Sage Erickson (EUA)

5. Malia Manuel (HAV) x Laura Enever (AUS)

6. Coco Ho (HAV) x Dimity Stoyle (AUS)Começou nesta terça-feira, dia 12 de maio de 2015, o Rio Pro, disputa da quarta etapa do circuito mundial de surfe. Em ondas com 1 metro e meio na série os tubos estão sendo a manobra do dia. Na primeira bateria, Jeremy Flores abriu bem e apesar da pressão do americano Brett Simpson no final, ele está garantido na terceira rodada, enquanto Brett e Taj Burrow foram para a repescagem.

Na sequência, Kelly Slater mostrou boa escolha de ondas e ótima técnica para entubar. Depois de levantar a torcida com um 9.50, o 11 vezes campeão mundial já aumentou o recorde do somatório com um outro tubo que lhe rendeu um 9.77. O brasileiro e estreante na elite do surfe mundial Wiggolly Dantas tirou o peso das costas de surfar entre os melhores do mundo diante da sua torcida com vitória. Guigui superou o havaiano John John Florence e o yankee CJ Hobgood.

Foi bom estrear com vitória. Me sinto confortável e as pranchas estão boas.

_________________________________________________________________________________

Tags:
COMPARTILHAR