AGUARDE
24 outubro 2018

Dusty Payne volta a competir dez meses após acidente em Pipe

Havaiano faz seu retorno no HIC Pro em Sunset Beach, a partir desse sábado

Boa notícia para a comunidade do surfe! O havaiano Dusty Payne vai voltar às competições após dez meses do susto que levou em Pipeline, que quase tirou sua vida. O ex-top do CT teve um recuperação rápida e tem surfado desde maio, mas faz seu retorno às baterias no HIC Pro em Sunset Beach, na ilha de Oahu, a partir do próximo sábado, 27 de outubro. "Estou animado para voltar a Oahu para competir o HIC Pro, foi o meu primeiro evento da ASP/WSL quando eu ainda era um garotinho e estava começando", disse Dusty a WSL.

 


Havaiano venceu triagem do Pipe Masters no ano passado. (Foto: WSL/Damien Poullenot)

ACIDENTE EM PIPELINE

No dia 8 de janeiro de 2018, Dusty Payne estava surfando em Pipeline, costa norte da ilha havaiana de Oahu. Ao tentar pegar um tubo para Backdoor (direita), o surfista de 29 anos de idade não completou o drop e acabou se chocando com a bancada, levando uma forte pancada na cabeça. Ele não voltou à superfície e ainda foi bombardeado por uma série de ondas na cabeça, sendo regastado pela equipe de guarda-vidas de Pipe e encaminhado a um hospital em Honolulu. Dusty ficou cerca de duas semanas na UTI, com fraturas no crânio e na mandíbula.

 

 

O RETORNO

Após quase perder a vida em Pipeline, Dusty Payne passou cinco meses fora d'água. Seu retorno não foi, especificamente, no mar, já que o havaiano surfou pela primeira vez depois do acidente na badalada piscina de ondas artificiais de Kelly Slater, em Leemore, Califórnia (EUA). 

Tags:
COMPARTILHAR