AGUARDE
11 setembro 2018

E aí, o que você achou do Surf Ranch?

O site The Inertia perguntou para alguns surfistas o que eles acharam do Surf Ranch e o Woohoo reduziu pra você

O site australiano especializado em esportes radicais enquadrou alguns surfistas para saber deles o que acharam sobre a inédita etapa do CT no Surf Ranch. A seguir o que eles disserem.

Jordy Smith:

“É algo que todos sonham, mas para mim é um pouco pequeno. Tamanho é igual a profundidade no tubo. Infelizmente, sou muito alto e grande. Esse é o começo. Espero que, no futuro, possamos ver uma onda um pouco maior, esse é o meu sonho. No final das contas é um tubo de dois pés, então o grau de dificuldade não é tão alto. Eu acredito que o público quer ver aéreos, algo futurista. Eles já viram gente entubando por 15 segundos. 

É muito louco, os pontos estão contando para o título mundial. Eu não estou nem aqui nem lá no ranking, estou no meio do caminho. Mas isso significa muito, são pontos. 

Eu faço parte da WSL, me inscrevi para esse show e tenho que fazer o que eles disserem. 

A falta de estratégia nas baterias é definitivamente diferente. Mas eu não acho que a WSL está aqui para mudar como o surfe é visto, é só para ganhar dinheiro mesmo. Eles podem vender ingressos, controlar o espaço e dá para os surfistas interagirem com os fãs. 

Ter as pessoas gritando do lado de fora, aumenta a pressão. Aí tem a questão de como você lida com isso. É um elemento um pouco diferente. 

Eu acho que merece ser 1/10 da turnê mundial. Se você olhar para o campeão mundial no final do ano, 1/10 de sua habilidade precisa ser como ele se apresenta nesta piscina. Nós temos ondas em Teahupoo, J-Bay, Pipeline, eu definitivamente acho que é digno de ter um evento em uma piscina de ondas. ” 

 

Jeremy Flores

 

“Foi bom e crédito para os caras que fizeram isso. É um tubo bem técnico e é divertido estar aqui. Foi ótimo como primeiro,  mas acho que ainda há muito o que melhorar. 

Cem por cento, o tamanho definitivamente melhoraria. Ainda é uma onda bem pequena e eu acho que eles poderiam aumentar. Eles fizeram um mar perfeito de dois pés. Se eles puderem ir para quatro, seis, oito pés. É apenas uma questão de quanto eles querem investir nesse aumento das ondas. A parte mais difícil eles já fizeram. O Surf Ranch é como o iPhone, tem o um, dois, três, o X… então, mal posso esperar para ver o Surf Ranch X. 

Eu gosto de não ter que disputar onda. Essa parte é legal. Eu não gosto do incômodo, embora não haja mais esse  problema no tour. Quando eu comecei não havia prioridade, e era uma loucura. Agora está bem melhor. No caso da piscina, a pressão está em você e em mais ninguém. Não há desculpas, vai lá e quebra, só depende de você.”

 

Sebastian Zietz 

“Acho que foi muito melhor do que pensei que seria. Pessoalmente as minhas ondas foram melhores do que eu imaginava. Estava com muitas dúvidas, estava preocupado com o fato do Filipe e dos caras elevarem o nível com aéreos. 

O julgamento teve altos e baixos. Todo mundo está tentando entender. É difícil porque é o maior esporte subjetivo do mundo. 

É um pouco cedo para falar de assuntos gerais. Muitas pessoas não conhecem a onda tanto quanto outras. Kelly teve mais tempo do que todo mundo e é uma onda que você melhora com a prática. Talvez seja um pouco cedo, mas eles (WSL) deixaram a onda bastante acessível para todos.

O bom é conseguir uma pontuação para poder se soltar e se divertir. É uma onda realmente louca, mas acho que é um pouco longo demais e os juízes realmente julgam negativamente se você não terminar. No futuro eles poderiam tornar a onda mais curta para que possamos ter um alto impacto para seguir. 

No final, você está completamente exausto. E esses caras ainda mandam aéreos na finalização, isso é realmente um preparo físico impressionante.” 

 

Mikey Wright 

“Foi interessante assistir ontem. Ver todos saírem para surfar sem treinar antes. Muitos estavam se saindo bem e outros nem tanto. Hoje foi bem divertido. É definitivamente diferente não ter um aquecimento ( Nota do Editor : Os competidores não tiveram permissão para treinar antes do evento começar). Isso é uma coisa nova e é legal ver todos se adaptarem a isso. 

A coisa realmente diferente para mim é a onda em si. É bom, mas é muito diferente. Você não pode atrasar ou perder velocidade; você vai muito alto e vai na vertical. Numa onda oceânica você pode bater no lip e adiantar. Aqui na piscina você sairia da onda.

 

Conner Coffin 

“É meio que voltar aos dias de North Shore aqui fora (risos). É bom, mas é difícil encontrar a separação entre todos, porque todos surfam muito bem. 

Como estratégia, é definitivamente bizarro. Muitas coisas que você trabalha indo para um evento no oceano são irrelevantes aqui. As maiores pontuações tem sido para aéreos e parece que isso é o que os juízes querem ver, mas também tivemos espaço para surfar de forma mais clássica e ter grandes pontuações. Você realmente tem que ir para encontrar os tubos. 

É diferente falar sobre isso, porque parece fora de contexto. Eu acho que seria legal fazer esse evento sem os pontos contarem para o ano inteiro. Eles até fizeram um evento assim como teste, mas eu já estava no Taiti. Pra mim parece inevitável que este seja o futuro e, se isso não acontecesse este ano, aconteceria, de outra maneira”. 

 

Keanu Asing

“É uma prova interessante. Eu nunca tinha competido num evento programado assim, ainda mais contanto para o ranking final. É muita pressão e muita emoção. No geral é bem legal, mas é diferente. 

É um ambiente muito diferente. Você não está sentado ao lado de alguém usando a prioridade e isso tira muitos elementos da estratégia. 

Este é um evento baseado em desempenho e isso torna o evento mais acessível para os fãs entenderem e assistirem, mas há muito espaço para melhorias. 

Você está sentado ao lado de uma cerca, você não precisa remar tanto para as ondas e é um ambiente bem diferente. Eu não estou acostumada a não surfar, estou acostumado a surfar o tempo todo, explorar outros picos. 

Não há para onde ir aqui, então estou tentando me acostumar com isso. Eu gostaria que houvesse outras ondas para surfar aqui. Estou tentando me manter ativo e me acostumar com todo o ambiente. ” 

 

Para ver a versão do texto original acesse o site do The Inertia clicando aqui.

Tags:
COMPARTILHAR