AGUARDE
07 março 2016

El Niño gera temporada fantástica. Fique por dentro do fenômeno climático!

Fenômeno climático leva ondas gigantes e faz da temporada de 2015/16 uma das melhores da história

A temporada de inverno no hemisfério norte na virada de 2015 para 2016 nem acabou e já entrou para a história. Isso tudo devido a influência do El Niño, famoso fenômeno climático que gera o aumento das tempestades tropicais na região central do Oceano Pacífico, que está levando uma série de ondulações gigantes a costa de lugares como Havaí, California e México, fazendo a alegria dos surfistas mais destemidos.

Muitos especialistas no assunto afirmaram que essa foi sem dúvidas a melhor temporada dos últimos vinte anos. Só em Maui, onde fica localizada a onda de Jaws que é atualmente o olimpo do surfe de ondas grandes na remada, pelo menos três swells de grandes proporções atingiram a bancada. Talvez o maior e mais perfeito tenha sido o da sexta feira, 15 de janeiro. Neste dia, foram registradas ondas históricas como a do havaiano Aaron Gold e do brasileiro Pedro Calado, apontadas como as maiores ondas já surfadas na remada em toda a história do esporte.

A prancha era zerada e quebrou quando chegou na base. Foi parar nas pedras, quebrou bico, quebrou tudo e só sobrou a rabeta. Pedro Calado.

Shane Dorian e Ian Walsh também tiveram bons momentos, e o ex-top do WCT, mais uma vez foi um dos destaques. Com várias ondas concorrendo ao XXL, Dorian vem mostrando evolução a cada ano e é atualmente um dos melhores quando o assunto é surfe de ondas grandes na remada.
Confira abaixo um vídeo com imagens brutas e impressionantes deste fatídico dia 15 de janeiro de 2016.

Mas não foi só em Jaws que o El Niño fez efeito. O tradicional pico de Mavericks, na Califórnia, foi outro lugar que recebeu ondas gigantes. No dia 4 de janeiro, a onda mais temida do norte da Califórnia atingiu a perfeição, fazendo inclusive com que o surfista local Peter Mel declarasse que foi o melhor dia da história de Mavericks.

Isso sem contar com os inúmeros dias perfeitos no North Shore de Oahu, que fez picos como Pipeline, Backdoor e Off the Wall quebrarem com altas ondas, sem falar de Waimea, que após 7 anos voltou a funcionar com bombas ideais para o tradicional evento de ondas grandes em memória do lendário surfista e salva-vidas havaiano Eddie Aikau. Uma temporada para ficar na memória e que segundo alguns surfistas, promete continuar até abril.

Tags:
COMPARTILHAR