AGUARDE
15 maio 2019

Está no sangue

Nathan Florence vence desafio de ondas grandes em Shipstern Bluff

Após um hiato de dois anos, o Red Bull Cape Fear voltou a ativa nas temidas direitas de Shipstern Bluff, na Tasmânia. O evento, restrito a 20 convidados, recebeu sinal verde na segunda-feira, 13 de maio. Os participantes eram variados, teve convite para competidores de ondas grandes profissionais, campeão mundial do CT e até para surfista que não tem no esporte sua fonte de renda principal, mas todos os 20 convidados possuem em comum a paixão por ondas pesadas e desafiadoras.

Nessa edição, o principal diferencial foi o fato dos surfistas poderem escolher se queriam surfar na remada ou rebocado por tow in. O fato de surfar essas ondas na remada ser mais difícil, é claro que foi levado em conta na hora dos juízes analisarem as performances, e foi assim no braço, que Nathan Florence superou na primeira bateria do dia Mick Fanning, Matti Paradisis e Pedro Scooby, para chegar na finalíssima.

Mesmo sem se classificar para a final, Mick Fanning viveu momentos emocioantes em Shipstern Bluff. Foto: Red Bull

Embalado por essa atuação, na decisão, Nathan entubou com maestria e arrancou um 9.43 dos juízes e mesmo com James Holler-Cross tendo conseguido uma nota 10, o irmão do bicampeão mundial de surfe John John Florence alcançou 15.16 pontos de somatório e comemorou a primeira vitória dele numa competição desse estilo.

É a realização de um grande sonho. Isso foi uma mistura de tensão e alegria, os nervos estavam à flor da pele.


Nathan optou por surfar todas as ondas na remada. Foto: Red Bull

Resultado:
1 Nathan Florence (USA) – 15.16pts
2 Laurie Towner (AUS) – 14.10
3 Justen Jughead Allport (AUS) – 10.93
4 James Hollmer-Cross (AUS) – 10.0
5 Mikey Brennan (AUS) – 6.50

Tags:
COMPARTILHAR