AGUARDE
16 maio 2015

Filipinho decola e vence o Oi Rio Pro!

Plantão Woohoo News

Com mais uma performance espetacular, o brasileiro Filipe Toledo venceu o australiano Bede Durbidge e conquistou o Rio Pro 2015. Com o apoio da torcida, Filipinho entrou com tudo e, com apenas cinco minutos, tirou um 10 que deixou o adversário precisando de uma combinação de notas. A festa da torcida foi inesquecível.

Rio de Janeiro, 16 de maio

O sexto dia da janela de realização do Rio Pro teve início com vitória da brasileira Silvana Lima na segunda fase. Filipe Toledo e Italo Ferreira deram um show e estão classificados para semifinal.

O sábado começou com as batalhas da segunda fase das mulheres e logo no primeiro embate a brasileira Silvana Lima derrotou a australiana Nikki Van Dijk e garantiu vaga na terceira fase. A brasileira Luana Coutinho, que participou do evento como convidada, não teve a mesma sorte que Silvana na escolha de ondas e caiu diante da inspirada Tyler Wright.

Tyler Wright - Foto Daniel Smorigo

A francesa Johanne Defay, a norte-americana Lakey Peterson e as havaianas Malia Manuel e Coco Ho também se classificaram para a terceira rodada, que foi para água sem intervalo. Lakey surpreendeu as aussies Sally Fitzgibbons e Kelly Andrew e avançou direto para as quartas de final. Carissa Moore Moore confirmou o favoritismo e também se classificou para fase das oito melhores. Enquanto isso a nossa Silvana Lima não conseguiu parar a embalada Tyler Wright e caiu para repescagem.

Sally Fitzgibbons - Foto Daniel Smorigo

Depois da realização de 10 baterias entre mulheres, os homens entraram em ação e logo na primeira bateria Filipe Toledo arrancou gritos da torcida ao somar 15 pontos e eliminar o carrasco do líder Adriano de Souza, o neozelandês Ricardo Christie.

Comecei a bateria bem com uma nota alta. Demorei um pouco pra pegar a segunda, mas depois deu tudo certo. É muito bom competir com essa vibe

 

No segundo duelo das quartas Jadson Andre bateu de frente com seu conterrâneo e companheiro de equipe, Italo Ferreira, e a torcida ficou dividida. A bateria entre os brasileiros foi a mais acirrada da rodada, ambos surfistas acharam boas ondas e levaram o público ao delírio, mas Italo levou a melhor somando 14,30 pontos nas duas melhores ondas. Os australianos Bede Durbidge e Owen Wright completaram o grupo de classificados para semifinal, que só será realizada na manhã de domingo.

No final da tarde deste sábado a elite feminina voltou para água para disputar as últimas quatro vagas para as quartas de final. A sul-africana Bianca Buitendag e a australiana Sally Fitzgibbons travaram uma batalha onda a onda na primeira bateria e ao fim dos 30 minutos a atual 11ª colocada no ranking mundial levou a melhor.

No terceiro confronto da rodada Coco Ho acabou com a festa da nossa única representante no circuito, Silvana Lima. E para fechar o dia, a norte-americana Courtney Conlogue registrou o maior somatório da fase, 15,83 pontos, para mandar a havaiana Tatiana Weston-Webb pra casa.

A organização do Rio Pro pretende finalizar o evento no domingo. A chamada para avaliação das ondas está marcada para às 07h.

Carissa Moore - Foto Daniel Smorigo

Semifinal masculino:

1. Filipe Toledo (BRA) x Italo Ferreira (BRA)
2. Bede Durbidge (AUS) x Matt Wilkinson (AUS)

Quartas de final feminino:

1. Lakey Peterson (EUA) x Bianca Buitendag (AFS)
2. Carissa Moore (HAV) x Keely Andrew (AUS)
3. Tyler Wright (AUS) x Coco Ho (HAV)
4. Malia Manuel (HAV) x Courtney (EUA)
___________________________________________________________________________

Sexta-feira de praia lotada e muitas emoções na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Enquanto Adriano de Souza e Gabriel Medina foram eliminados na terceira rodada, Filipe Toledo brilhou e marcou o único 10 do evento até agora, levando a galera na praia à loucura.

Logo no terceiro duelo da terceira fase da competição, Mineirinho foi derrotado pelo neozelandês Ricardo Christie. Na última bateria dessa rodada, a estrela do surfe nacional e mundial, Gabriel Medina, caiu diante do havaiano Keanu Asing, decepcionando a torcida na praia que berrava a cada manobra do surfista de Maresias.

O astro do dia foi o brasileiro Filipe Toledo. Após vencer seu compatriota Wiggolly Dantas na fase 3, ele abriu sua bateria da quarta rodada com um incrível e absoluto 10, deixando o australiano Matt Banting e o príncipe de Pipe, John John Florence, em combinação.

Ainda na quarta fase, onde não há perdedores, mas o campeão de cada bateria avança direto para as quartas de final, Jadson Andre venceu o confronto contra Italo Ferreira e Ricardo Christie de virada e garantiu sua vaga nas quartas. Os australianos Josh Kerr e Matt Wilkinson também avançaram direto para a fase dos oito melhores.

Buscando aproveitar as condições das ondas ao máximo a direção de prova colocou a quinta fase do Rio Pro na água no final da tarde desta sexta-feira e Italo Ferreira barrou o embalado John John Florence.

No último confronto do dia, Owen Wright eliminou o atual vice-líder do ranking, Mick Fanning.

___________________________________________________________________________Após a realização da segunda chamada, às 9:30h nesta quinta-feira, 14 de maio, a organização do Rio Pro 2015 optou por colocar a repescagem masculina da quarta etapa do CT 2015 às 10 horas da manhã. No primeiro embate Mick Fanning, que no ano passado foi surpreendido por David do Carmo aqui na Barra, desta vez não deu chances ao paulista que terminou o confronto precisando de uma combinação de notas para reverter o resultado.

Mick Fanning nos canudos da Barra. Foto: Daniel Smorigo / WSL

Mick Fanning nos canudos da Barra. Foto: Daniel Smorigo / WSL

Na sequência foi por pouco que o campeão do Saquarema Pro 2015 não venceu John John Florence. O havaiano estava parado no embate até que faltando poucos minutos para o fim ele encontrou o caminho dos tubos para reverter o resultado.

O Brasil que foi representado por 4 surfistas na repescagem perdeu todas as batalhas. Alejo Muniz não se encontrou no terceiro confronto que classificou Taj Burrow e Miguel Pupo perdeu para o australiano Adam Melling no décimo confronto da repescagem.

A lista de eliminados do Rio Pro 2015 também conta com Julian Wilson, Joel Parkinson, Jordy Smith e Kolohe Andino.

2ª FASE (resultados):
1ª bateria: Mick Fanning (AUS) x David do Carmo (BRA)
2ª bateria: John John Florence (HAV) x Alex Ribeiro (BRA)
3ª bateria: Taj Burrow (AUS) x Alejo Muniz (BRA)
4ª bateria: Josh Kerr (AUS) x C. J. Hobgood (EUA)
5ª bateria: Ricardo Christie (NZL) x Jordy Smith (AFR)
6ª bateria: Nat Young (EUA) x Brett Simpson (EUA)
7ª bateria: Dusty Payne (HAV) x Julian Wilson (AUS)
8ª bateria: Joel Parkinson (AUS) x Keanu Asing (HAV)
9ª bateria: Owen Wright (AUS) x Glenn Hall (IRL)
10ª bateria: Adam Melling (AUS) x Miguel Pupo (BRA)
11ª bateria: Kai Otton (AUS) x Kolohe Andino (EUA)
12ª bateria: Adrian Buchan (AUS) x Fredrick Patacchia (HAV)

3ª FASE:
1ª bateria: John John Florence x Adam Melling
2ª bateria: Filipe Toledo x Wiggolly Dantas
3ª bateria: Kelly Slater x Matt Banting
4ª bateria: Nat Young x Italo Ferreira
5ª bateria: Sebastian Zietz x Jadson André
6ª bateria: Adriano de Souza x Ricardo Christie
7ª bateria: Mick Fanning x Dusty Payne
8ª bateria: Bede durbidge x Jeremy Flores
9ª bateria: Josh Kerr x Kai Otton
10ª bateriaTaj Burrow x Matt Wilkinson
11ª bateria: Owen Wright x Adrian Buchan
12ª bateria: Gabriel Medina x Keanu Asing

Owen Wright mostrando domínio da prancha. Foto: Kelly Cestari / WSL

___________________________________________________________________________

Rio de Janeiro, 12 de maio


A previsão indicava um vento forte prejudicando as ondas, mas a entrada das rajadas demorou e quem tirou proveito disso foi a elite do surfe mundial que inaugurou o Rio Pro 2015 em ondas com 1 metro e meio na série. Nesta terça-feira, 12 de maio, o primeiro destaque foi o americano Kelly Slater, que arrancou um 9.50 e um 9.77 dos juízes.

O 11 vezes campeão mundial levantou a torcida. Mas a galera que lotou a praia foi a loucura mesmo com Gabriel Medina. O campeão mundial, que está sendo assediado como um pop star, parou a praia. O paulista venceu seu compatriota Alejo Muniz, que entrou na prova como substituto, e o havaiano Fred Pattachia. O time brasileiro que contou com 10 surfistas entre os 36 competidores do Rio Pro já está garantido na terceria rodada com 6 representantes: Gabriel Medina, Wiggolly Dantas, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Italo Ferreira e Jadson André.

Após a realização das 12 baterias da primeira fase do masculino as mulheres entraram em ação. Durante a tarde o vento sudoeste que estava previsto entrou e o mar piorou consideravelmente.

Na primeira bateria do feminino a sul-africana Bianca Buitendag registrou 12 pontos de somatório para superar a norte-americana Lakey Peterson e a havaiana Alessa Quizon. Na sequência a australiana Sally Fitzgibbons venceu seu confronto contra a francesa Johanne Defay e a também aussie Laura Enever. Um pouco depois a yankee Courtney Conlogue, campeã do CT de Margaret River, estreou com o pé direito e mandou sua compatriota Sage Erickson e a nossa Silvana Lima para repescagem.

A líder do ranking Carissa Moore, a convidada da prova Keely Andrew e a estreante no circuito Tatiana Weston-Webb também avançaram direto para a terceira fase.

Tags:
COMPARTILHAR