AGUARDE
28 agosto 2018

Henrique Avancini faz história no mundial de MTB XCO

Apesar do desempenho abaixo do esperado, brasileiro termina a Copa do mundo de MTB XCO em quarto

Se na prova decisiva do mundial de mountain bike downhill a chuva roubou a cena, os pilotos do cross country olímpico tiveram condições climáticas mais agradáveis. Assim como no downhill, a batalha de La Bresse definiu o título mundial feminino, já que entre os homens Nino Schurter já tinha se consagrado como o melhor do mundo em Mont-Sainte-Anne. 

Mesmo com esse título nas mãos, o biker entrou focado nesse desafio e garantiu mais uma vitória na carreira. Nino completou o trajeto em 1 hora, 26 minutos e 25 segundos, 2 décimos de segundo mais rápido que o italiano Gerhard Kerschbaumer.  O pódio entre os homens ficou completo com Maxime Marotte. 

O brasileiro Henrique Avancini, que fez história no mountain bike brasileiro nessa temporada, enfrentou problemas técnicos e terminou no 17º lugar. Esse resultado ruim para o petropolitano somado ao bom desempenho de Maxime na etapa, acabou deixando o francês na terceira posição do ranking final. 

Mas Henrique não tem o que lamentar, pelo contrário só comemorar. Esse é o melhor desempenho de um brasileiro na Copa do mundo de mountain bike corsos country de todos os tempos.

 

DISPUTA INTENSA NA CATEGORIA FEMININA

Entre as mulheres, o desafio foi mais emocionante. Isso porque Jolanda Neff e Annika Langvad desembarcaram em La Bresse, na França, com chances de se tornarem campeã mundial. Para levar o caneco, Langvad, que ocupava a segunda posição no ranking precisava vencer a prova e torcer para a suíça ficar fora do top 3. 

Neff, que levava vantagem na corrida, teve um problema mecânico na segunda volta e viu muitas bikers a ultrapassarem. Mas ela não desanimou e voltou para a pista focada, e foi pouco a pouco recuperando posições até recuperar a liderança e reacender a chama de ser campeão mundial de 2018. 

Porém a conquista não foi tão simples, pneus furados atrapalharam dessa vez não só Neff como também Annika. 

De volta a corrida, Neff começou um duelo pelas primeiras posições com Emily Batty e Pauline Ferrand-Prevot. Após a liderança trocar de mãos algumas vezes, Jolanda Neff usou a habilidade dela na descida e cruzou a linha de chegada em primeiro sendo seguida por Emily Batty e Annika Langvad. 

FOTOS: RED BULL

Tags:
COMPARTILHAR