AGUARDE
27 agosto 2018

Hiroto Ohhara faz a festa em Virginia Beach

Sem tempo para descanso, japonês já embarcou para Espanha

As disputas da divisão de acesso à elite do surfe mundial de 2019 estão correndo à todo vapor ao redor do globo. No último fim de semana, três eventos do QS chegaram ao fim e um deles rolou nas ondas de Virginia Beach, nos Estados Unidos. O Brasil foi representado pelo paulista Flavio Nakagima na grande final, enquanto o japonês Hiroto Ohhara garantiu os três mil pontos dados ao campeão do evento.


Hiroto pulou 30 posições e agora ocupa a 27ª colocação no ranking do QS. (Foto: WSL/John Ferguson)

Embalado pela vitória na triagem do Surf Ranch Pro, oitava etapa do Championship Tour 2018, o surfista do Japão conseguiu um 9,07 (de 10 possíveis) na grande decisão. Essa é a primeira vitória dele nos Estados Unidos desde a conquista do US Open em 2015. Sem dar tempo ao descanso, Hiroto já embarcou rumo à Pantín, na Espanha, para a disputa masculina de nível três mil pontos.

Desempenho brasileiro no QS de Virginia

As ondas estavam bem pequenas no dia decisivo e o paulista Flavio Nakagima foi o melhor brasileiro na disputa em Virginia Beach. Mas outros brasileiros também performaram no último dia de competições por lá. É o caso de Alejo Muniz, Luel Felipe e Deivid Silva. Luel e Deivid foram barrados nas quartas de final e terminaram o evento na 13ª colocação.

O resultado deu ao paulista uma posição no ranking e caso a temporada 2018 terminasse hoje, ele se classificaria para o CT do ano que vem. Isso porque ele está na 11ª posição e Kanoa Igarashi, Griffin Colapinto e Mikey Wright continuariam na elite pelo próprio ranking do Championship Tour.

Alejo Muniz, que liderou o ranking do QS boa parte da temporada, parou nas semifinais com a sétima colocação e, coincidentemente, hoje também ocupa o sétimo degrau da lista da divisão de acesso à elite do surfe mundial.


Nakagima foi o melhor brasileiro no QS de Viriginia Beach. (Foto: WSL/John Ferguson)

Tags:
COMPARTILHAR