AGUARDE
21 maio 2015

Interatividade nos museus

O crescimento dos museus que interagem com os visitantes aponta para uma nova era

O conceito de museu conhecido atualmente foi criado entre os séculos XVII e XVIII e apesar das mudanças anteriores, a interatividade é a alteração mais nítida para o grande público. Os museus endeusados e distantes do visitante estão perdendo cada vez mais espaço para a interatividade.

Com o crescimento da cibercultura, os museus também se reinventaram e hoje em dia o que era visto como chato por alguns, se tornou um passeio e tanto. A interatividade aproxima o visitante e muitas vezes torna a mensagem que se quer passar mais acessível à todos, como afirma o livro “O amor pela arte: os museus de arte na Europa e seu público”, de Pierre Bourdieu e Alain Darbel.

Quem acredita na eficácia milagrosa de uma política de incitação para visitar museus e, em particular, de uma ação publicitária pela imprensa, rádio ou televisão... assemelha-se às pessoas que imaginam que, para serem mais bem compreendidas por um estrangeiro, basta falar mais alto.

Museu Interativo Mirador em Santiago. Foto: Internet

Museu Interativo Mirador em Santiago. Foto: Internet

A interatividade nos museus é uma tendência mundial e aqui no Brasil as exposições com interatividade estão se tornando cada vez mais frequentes.

No mundo, não existem fórmulas acabadas nem fórmulas inéditas, tudo se cria e recria, tudo é dinâmico e dinâmicos devem ser os museus – instituições que, preservando o passado e a memória, devem fazê-lo pensando no futuro.

  • MoMath (Nova York)
    11 E 26th St - NY - Estados Unidos
    +1 212-542-0566

    Para mostrar que matemática não é um bicho de 7 cabeças, foi criado em Nova York no final de 2012 um museu interativo focada em matemática. Totalmente tecnológico e interativo, o MoMath tem 3000m2 e 2 andares, 30 tipos de atividades, jogos e brincadeiras que representam algum conceito matemático para as crianças de todas as idades.

    Entrada:
    US$ 15 (adultos)
    US$ 9 (crianças, estudantes e idosos)

  • Museu da língua portuguesa (São Paulo)
    Praça da Luz, s/n - SP - Brasil
    (11) 3322-0080

    O Museu da Língua Portuguesa foi o primeiro museu paulistano a apostar na tecnologia e já é um dos mais visitados do país. Um painel audiovisual mostra como as gírias, jargões e neologismos fazem de cada cidadão um autor do vocabulário.
    O museu já teve inúmeras mostras temporárias, mas um dos lugares mais procurados é o Beco das Palavras. Com curadoria e roteiros de Marcelo Tas, este espaço é um jogo de etimologia: o visitante pode juntar pedaços de palavras com as mãos no ar, para formar uma determinada palavra e assistir uma animação sobre sua origem.

Está área é uma das mais concorridas do museu. Foto: Internet

Está área é uma das mais concorridas do museu. Foto: Internet
  • Exploratorium (São Francisco) - http://www.exploratorium.edu/
    Pier 15 - The Embarcadero - São Francisco
    +1 415-528-4444

    Considerado o primeiro centro interativo de ciências do mundo, o Exploratorium, que foi fundado em 1969, faz a cabeça de crianças e adultos e ajudou a popularizar os museus interativos nos quatro cantos do planeta.
    Neste espaço as crianças descobrem brincando como acontecem os terremotos, como as dunas de areia se movimentam e entendem sobre efeitos da luz e propriedades dos espelhos. Aqui a idade é deixada de lado, porque é praticamente impossível não se divertir com alguma coisa no Exploratorium.

    Entrada:
    US$ 29 (adultos)
    US$ 24 (crianças entre 13 e 17, estudantes e idosos)
    US$ 19 (crianças entre 4 e 12)
    Grátis (crianças abaixo de 4 anos)

  • Trick Eye (Seul) - http://www.rwsentosa.com
    357-1, Seogyo-dong, Seoul, Coréia do Sul
    +82 2-3144-6300

    As obras expostas no Trick Eye, o museu mais novo da nossa seleção, só estão completas com a participação do visitante. No sentido oposto dos museus tradicionais, onde fotos algumas vezes são proibidas, neste espaço na Coréia do Sul a graça é a sua foto registrando a interação com obras de arte criadas no estilo ‘trompe l’oeil’, uma técnica que dá a cada quadro 2D, a ilusão de serem em 3D.
    Entrada:
    US$ 25 (adultos)
    US$ 9 (crianças e idoso)

Este museu está na lista de passeios mais procurados em Seoul. Foto: Internet

Este museu está na lista de passeios mais procurados em Seoul. Foto: Internet
  • Museu do futebol (São Paulo) - http://museudofutebol.org.br
    Estádio do Pacaembu - SP - Brasil
    (11) 3664-3848

    O Brasil é o país do futebol, então quando falamos em museu do futebol nós também precisamos estar bem representados. Montado na parte da frente do Estádio do Pacaembu, o Museu do futebol possui mais de 5 mil metros quadrados de inovação e tecnologia de última geração. Durante o passeio é possível ouvir narrações de momentos clássicos do esporte, diversas exposições e apresentações sobre a maior paixão do povo brasileiro.

    Entrada:
    R$ 6 (adultos)
    R$ 3 (estudantes e idosos)
    Grátis (crianças até 7 anos)

Tags:
COMPARTILHAR