AGUARDE
04 abril 2018

Italo Ferreira coloca água na cerveja do Mick

Italo Ferreira vence, o agora aposentado, Mick Fanning no CT de Bells Beach

A segunda etapa do Championship Tour chegou ao fim na noite dessa quarta-feira, 4 de abril, às 23 horas, no horário de Brasília. O dia decisivo do tradicional Rip Curl Pro Bells aconteceu em ondas divertidas com cerca de um metro e praia cheia.

A torcida australiana fez questão de prestigiar a despedida de Mick Fanning das competições. O tricampeão mundial, que anunciou que essa seria a última prova dele como integrante do CT, foi embalado pela galera até a final, mas na bateria decisiva, Mick caiu diante de um imbatível, Italo Ferreira.


Mick Fanning não acreditou no potencial da onda em que o Italo consolidou a vitória dele. Foto: WSL / Sloane

Melhor surfista do campeonato, Italo estava inspiradíssimo nas ondas de Bells. Nas quartas de final, o potiguar atropelou o havaiano Ezekiel Lau. Com notas 8.83 e 9.03, o potiguar alcançou o maior somatório do evento.

Na rodada seguinte, Italo encarou o compatriota Gabriel Medina. Num embate bem mais equilibrado, o potiguar fez a diferença com uma nota 9.17, que o levou para a finalissima, sua segunda na elite do surfe mundial.

Foto: WSL / Sloane

Diante de Mick Faninng, a maior estrela dessa edição do Rip Curl Pro Bells, Italo mostrou atitude e não se intimidou diante do tricamepão mundial e nem da torcida que vibrava cada vez que o australiano remava.

Com uma vantagem pequena no placar em cima de Mick, Italo aproveitou uma onda dispensada por Mick e com uma nota 8.33 consolidou a primeira vitória dele na World Surf League.

O competidor que se classificou de uma forma meteórica para a elite do surfe mundial em 2015, nunca havia vencido nenhuma prova dentro da World Surf League.

 

Entre as mulheres, a grande campeã foi Stephanie Gilmore, que encarou uma decisão muito disputada contra a havaiana Tatiana Weston-Webb. Precisando de um 6.80 e com o cronometro jogando contra ela, Tati apostou tudo numa direita. Apesar da comemoração da havaiana que viu uma possibilidade de virada, os juízes deram 6.57 nessa atuação e o título ficou com Stephanie Gilmore.

Foto:© WSL / Sloane

A única brasileira no CT 2018, Silvana Lima encerrou a participação dela nas semifinais ao ser barrada pela Tatiana.

 

 

 

Tags:
COMPARTILHAR