AGUARDE
13 março 2015

Já ouviu falar em Arraial do Cabo?

Não é necessário se deslocar muito para chegar ao paraíso

Na ponta mais extrema do Estado do Rio de Janeiro, há cerca de 2h e 30min da capital carioca, encontra-se Arraial do Cabo. Fundado em 1503 por Américo Vespúcio, o lugar foi levado a município em apenas 1985, após a emancipação de Cabo Frio.

Arraial do Cabo reúne algumas das mais belas características do litoral brasileiro, com dunas de areia muito branca, vegetação de restinga, lagoas e praias de mar cristalino, além de costões que funcionam como mirantes para apreciar tudo isso.

 Embora localizada na Região dos Lagos, e tendo como vizinhas as badaladas Cabo Frio e Búzios, a cidade mantém características típicas de uma vila de pescadores - menos, é claro, em alta temporada.

Quem agradece são os mergulhadores, que lá encontram alguns dos melhores pontos do país para a prática do esporte. Além das águas transparentes, Arraial do Cabo abriga uma diversificada vida maninha. São tartarugas, meros, lulas, lagostas, arraias, golfinhos, baleias e até pinguins que vivem em harmonia nas ilhas do Farol e dos Porcos, na praia Grande e na Gruta Azul.

Lar das tartatugas na ilha do Farol.

Não sabe o que fazer? Independente do programa escolhido em Arraial do Cabo, o mar é sempre o pano de fundo. As águas cristalinas convidam a diferentes passeios.Entre as praias do município está a do Farol, considerada uma das mais bonitas do Brasil. É acessível somente por barco e a viagem dura cerca de 40 minutos. Cercada por pequenas dunas, é indicada para mergulho e pesca.

As prainhas do Pontal são divididas em duas, separadas por rochas. Para chegar às águas calmas, transparentes e perfeitas para banho, é preciso encarar uma escadaria de maneira de exatos 255 degraus, que sai do Pontal do Atalaia. A vista é encantadora.

Oceânica, a praia grande tem ondas fortes que atraem surfistas, sendo cenário de alguns campeonatos de surfe. No canto direito é urbanizada e com quiosques. A moldura é formada por dunas de areia branca e muito fina, cobertas por vegetação costeira.

Localizada em uma enseada, a praia do Forno é acessível somente por barcos ou uma trilha. Além da mata preservada, as águas claras e dos corais, abriga ainda um restaurante flutuante especializado em ostras e mariscos.

A praia dos Anjos é o ponto de partida dos barcos de passeio e de pesca. Do lado direito possui alguns quiosques, mas é mais propícia para crianças e famílias.

Preferida dos surfistas, a praia Brava tem ondas fortes e não é indicada para banhos. O acesso é feito a pé, pelo Pontal do Atalaia.

Uma das mais frequentadas e centrais da região, Prainha é urbanizada, tem quiosques e águas mandas. Uma trilha conduz à praia da Graçainha, com apenas 15 metros. Nos arredores fica o Saco do Cherne, ponto para a prática do mergulho.A rica vida marinha e as águas transparentes fazem de Arraial do Cabo um dos points preferidos dos mergulhadores. A estas características, soma-se, ainda, a infinidade de pontos indicados para a atividade - são mais de 1200, entre naufrágios, grutas, lajes e fendas, espalhados pelas ilhas do Farol e dos Porcos, sacos do Cherne e do Cordeiro, praia do Forno, Ponta d’água e Gruta Azul.Os passeios duram quatro horas e viajam pelas mais belas paisagens de Arraial do Cabo. O roteiro inclui paradas no Pontal do Atalaia, Ilha do Farol e praia do Forno, passando pela Gruta Azul - um salão de 30 metros de extensão e 15 metros de altura. O nome vem dos efeitos causados pelas paredes internas, que tem tons dourados e prateados e que se tornam azuis de acordo com a incidência de luz. As embarcações partem da praia dos Anjos.Um dos programas preferidos de casais, assistir ao pôr-do-sol no Pontal do Atalaia é imperdível. As pedras ficam a 180 metros de altitude, e de lá se consegue ver o sol descendo no horizonte de uma vista panorâmica e privilegiada.Erguida em 1503 pelos portugueses, a igreja está entre as primeiras edificações no país. Singela, fica em uma elevação debruçada sobre a praia dos Anjos, em frente da onde Américo Vespúcio desembarcou.Um restaurante rico em comidas europeias, o Saint Tropez fica na praça do Cova onde acontecem famosos shows durante todo o ano. Entre o menu está uma deliciosa sopa de cebola - prato imperdível para quem visita a cidade.Outro restaurante com passagem obrigatória, a caminho da praia do Forno, é o Flutuante. Especializado na culinária marinha - um dos melhores da região - o cliente escolhe o que quer no mar e o prato é feito na hora.

Tags:
COMPARTILHAR