AGUARDE
19 abril 2017

Jordy Smith vence Caio Ibelli no CT de Bells

Sul-africano assumiu a vice-liderança do ranking geral da elite da WSL

Depois de um dia folga, os melhores surfistas do mundo voltaram para a água no CT de Bells Beach, na Austrália, e finalizaram o campeonato. A previsão era de ondas grandes e ventos desfavoráreis, mas a direção de prova foi surpreendida por boas condições na manhã dessa quarta-feira, 19 de abril, o que ofereceu o palco necessário para o show dos tops.

A quarta fase foi iniciada e Caio Ibelli, John John Florence, Ezekiel Lau e Jordy Smith avançaram direto para as quartas de final. A rodada foi marcada pela polêmica na bateria de Ezekiel com Filipinho e Adriano de Souza. O havaiano, que liderava a disputa, usou sua prioridade numa onda em que Toledo pegou nos segundos finais do embate. Os juízes puniram o surfista com interferência e ele despencou para a terceira posição, atrás dos dois brasileiros. Depois de reclamações de Ezekiel, a WSL reavaliou as imagens e optou por corrigir o resultado, colocando de volta o havaiano para avançar para as quartas. Foi quando o estreante da elite mundial teve enfim a chance de vencer de novo Filipe Toledo, eliminando de vez o paulista da disputa com a quinta colocação.

 

 

Ainda nas quartas, John John Florence protagonizou uma virada épica com um aéreo que lhe rendeu um 9.23 e a vitória sobre o tricampeão mundial Mick Fanning. Jordy Smith também despachou nosso campeão Adriano de Souza. O único brasileiro que seguiu na disputa foi Caio Ibelli, que enfrentou ninguém menos que o atual número um do mundo John John Florence. Em uma bateria acirrada, de somatórios na casa dos 17 pontos, Caio conseguiu a vitória mesmo com o 9.93 de John. O feito veio com uma onda de virada bem ao fim do embate, uma longa direita até a beira da praia que foi bem comemorada pelo surfista. Jordy Smith e Ezekiel Lau ficaram na casa dos 15 pontos e foi Jordy que entrou na brigada pelo troféu mais cobiçado do circuito da WSL.

 

 

A grande final foi de alegria para os brasileiros. Caio Ibelli, que entrou ano passado para a elite mundial e ganhou o prêmio de estreante do ano, mostrou seu surfe de alto nível em sua campanha e pontou 17,46 pontos no embate decisivo. Com o segundo lugar, o surfista comemorou sua primeira final no CT e o fato de ser o terceiro brasileiro da história a decidir uma final em Bells. Já Jordy Smith, que tem apresentado uma performance consistente, agora assume a segunda colocação geral do ranking da elite da WSL.

Tags:
COMPARTILHAR