AGUARDE
14 agosto 2017

Julian Wilson vence CT de Teahupoo em cima de Gabriel Medina

Disputada em tempo recorde, a sétima etapa do circuito mundial de surfe da WSL, o Taiti pro, precisou apenas de 3 dias de evento para ser realizada e colocou os melhores do mundo frente a frente logo nos três primeiros dias da janela de espera. Na finalíssima, o australiano Julian Wilson contrariou as expectativas e não deu chances ao campeão mundial de surfe Gabriel Medina, que chegou à final como favorito ao título da etapa, mas foi barrado pelo aussie após um confronto dramático. 

Com momentos de chuva e outros de sol, o domingo de decisões contou com séries inconsistentes de cerca de 2 metros em Teahupoo. A final foi emocionante e já começou com Julian provocando o brasileiro na briga pela primeira onda. Mas Medina não se abalou. Entre tubos com rasgadas e batidas violentas, ele arrancou dos juízes um 9.20 e em 8.67 em suas melhores ondas. O que o local de Maresias não esperava, era uma reação contundente do aussie que encontrou um bom tubo nos minutos finais do embate. Julian cravou um 9.73 e um 9.23 para surpreender Gabriel, conquistar o título do evento e entrar para o hall de campeões do Taiti Pro. 

Gabriel Medina. Foto: WSL / KELLY CESTARI

Lembrando que Gabriel Medina foi campeão no Taiti em 2014, e ainda carrega na bagagem o vice em 2015 e o terceiro lugar em 2016. Com os oito mil pontos da segunda colocação, ele subiu de nono para o sétimo lugar no ranking geral e entrou na briga pelo título mundial. Já Julian, pulou três degraus e agora ocupa o top 5 dessa seleta lista.

Essa é a quarta final protagonizada por Julian e Gabriel e também é a terceira derrota do brasileiro. A única vez que Medina superou o australiano em uma decisão foi na etapa francesa do circuito mundial de surfe da WSL de 2011,  quando o paulista fazia apenas a sua segunda participação como integrante do Championship Tour. 

Julian Wilson. Foto: WSL / KELLY CESTARI

Tags:
COMPARTILHAR