AGUARDE
14 janeiro 2016

Lucas Silveira vence o mundial pro junior

O momento do surfe brasileiro é realmente mágico

A festa brasileira no circuito mundial de surfe não para. Depois de Caio Ibelli ter terminado a temporada de 2015 como líder do WQS, Italo Ferreira ter garantido o troféu de Rookie of the Year, Gabriel Medina ter ficado com o cobiçado caneco da Tríplice Coroa havaiana e Adriano de Souza ter se tornado campeão mundial, o Brasil conquistou o troféu do mundial pro Junior. O carioca Lucas Silveira foi imbatível nas direitas de Ribeira D’Ilhas, em Ericeira, Portugal, e ficou com o troféu do mundial Pro Junior de 2015, que foi decidido dia 13 de janeiro de 2016. O evento, que no início foi prejudicado por conta de uma tempestade que obrigou os organizadores a levar a competição para a praia dos Pescadores, foi finalizado no palco principal com altas ondas e performances emocionantes não só do campeão Lucas Silveira, como também de Timothee Bisso, Soli Bailey e Leonardo Fioravanti.

No desafio feminino, que teve a realização das semifinais e da decisão no dia 13 de janeiro, quem brilhou foi a australiana Isabella Nichols, que encontrou as melhores ondas no embate decisivo contra a havaiana e campeã de 2014, Mahina Maeda.

A portuguesa Teresa Bonvalot e a australiana Holly Wawn terminaram empatadas na terceira colocação.

Isabella Nichols

A australiana encontrou as melhores ondas e ficou com o título feminino. FOTO: WSL (Poullenot / Aquashot)

Conheça mais sobre o Lucas Silveira:

Nascido no Rio de Janeiro, Lucas Silveira mora desde 2007 em Florianópolis, em Santa Catarina, onde divide seu treinamento para se tornar um surfista da elite do surfe mundial com o curso de administração numa faculdade de ensino a distância.

Lucas começou a surfar aos 8 anos de idade e com 9 já estava competindo. Como amador ele colecionou resultados relevantes, muitas viagens e bastante experiência. Em 2014, depois de ter corrido a divisão de acesso em 2013, ele se profissionalizou.

Extremamente dedicado, Lucas Silveira é cercado por diversos profissionais. Com apoio total dos pais, ele tem o acompanhamento de um fisioterapeuta, faz yoga, natação, segue a dieta Gracie e tem como técnico, Leandro Dora, o Grillo, que também trabalhou com Adriano de Souza em 2015, ano em que o paulista se tornou campeão mundial.

Na mídia internacional, Lucas Silveira apareceu depois no inverno de 2014/2015 no Havaí, quando levou o título de estreante da temporada. O desempenho dele nestes meses na meca do surfe mundial foi surpreendente. Na última prova do ano da divisão de acesso, em Sunset, a vaga apareceu aos 45 minutos do segundo tempo, e Lucas fez bonito. O carioca foi o brasileiro melhor colocado com a 13ª posição e uma atuação sólida.

Em 2015 os melhores resultados do Lucas foram nas seletivas Pro juniors, 3º lugar em Sunset, no Havaí, 5ª posição em San Bartolo, no Peru, e em Mar del Plata, na Argentina.

Com a conquista do título mundial pro Junior, Lucas Silveira, que completa 20 anos no próximo dia 29 de janeiro, garantiu vaga para participar dos QS 10000 e com isso ele aumenta as chances dele de conseguir a sonhada vaga para a elite do surfe mundial.

Tags:
COMPARTILHAR