AGUARDE
25 julho 2017

Matt Wilkinson segue líder

No circuito da elite do surfe mundial os vinte e dois primeiros do ranking garantem a permanência no CT, mas vale destacar que os dez primeiros são os que mais tem chances de conquistar o caneco da temporada e essa briga está pegando fogo. Em décimo lugar está o estreante Connor O’Leary com 20.200 pontos. Logo acima, em nono lugar, aparece o campeão mundial de 2014 Gabriel Medina, que subiu duas posições no ranking após conquistar o terceiro posto no J-Bay Pro.  Na oitava colocação está o australiano Julian Wilson, que tem como melhor resultado a terceira posição na etapa da África do Sul. Enquanto isso o rei da festa em Jeffreys Bay, o brasileiro Filipe Toledo, agora ocupa o sétimo lugar na lista dos melhores surfistas do mundo. Filipinho está descartando as provas da  Gold Coast e Fiji e após a vitória na sexta etapa do circuito vai embalado para Teahupoo.

O experiente australiano Joel Parkinson ainda não fez final nessa temporada, mas teve resultados sólidos e com 24.400 pontos está ocupando a sexta colocação no ranking. Acima de Parko está o brasileiro Adriano de Souza, que segue em busca do bicampeonato mundial. 

Apenas 1.800 pontos distanciam o quatro colocado do líder do ranking. Em comum, todos já venceram uma prova esse ano. Depois da etapa de Jeffreys Bay o australiano Owen Wright caiu uma colocação e está com 30.150 pontos e ocupa o quarto posto. Já sul-africano Jordy Smith, quinto colocado no J-Bay Pro, acumula 31.350 pontos, segue na terceira posição e tem como descarte as provas de Fiji e Bells Beach. 

O vice-líder do ranking é o defensor do título da temporada e um dos surfistas mais completos do circuito, o havaiano John John Florence. Assim como Jordy, John John parou nas quartas de final na prova de J-Bay, mas o Tahiti, palco da pr´exima etapa do circuito, é um pico bem favorável pra ele, que já protagonizou embates eletrizantes no Teahupoo Pro. 

O aussie Matt Wilkinson ficou em quinto lugar na África do Sul e segue na ponta do ranking com uma pequena vantagem de 250 pontos sobre o vice-líder. Matt está mais determinado do que nunca, mas assim como os outros tops, vai ter que suar a camisa de lycra se quiser faturar o tão sonhado caneco de campeão mundial. 

 

Ranking do CT 2017 pós J-BAY:

1 - Matt Wilkinson (AUS) 31.950
2 - John John Florence (HAV) 31.700
3 - Jordy Smith (AFR) 31.350
4 - Owen Wright (AUS) 30.150
5 - Adriano de Souza (BRA) 27.900
6 - Joel Parkinson (AUS) 24.400
7 - Filipe Toledo (BRA) 23.950
8 - Julian Wilson (AUS) 23.200
9 - Gabriel Medina (BRA) 21.000
10 - Connor O’Leary (AUS) 20.200
-

Outros brasileiros:

16 - Caio Ibelli (BRA) 15.000
22 - Italo Ferreira (BRA) 12.450*
25 - Wiggolly Dantas (BRA) 11.250
26 - Ian Gouveia (BRA) 10.250
31 - Yago Dora (BRA) 7.000
32 - Miguel Pupo (BRA) 6.750
32 - Jadson André (BRA) 6.750

Tags:
COMPARTILHAR