AGUARDE
17 novembro 2016

Mimpi confirma Rio de Janeiro como palco principal para o festival

Festival de cinema especializado em surfe e skate migrou de vez para o Rio de Janeiro em sua quinta edição

Entre os dias 12 e 15 de novembro, a cidade do Rio de Janeiro recebeu a quinta edição do Mimpi, um dos maiores festivais de cinema especializado da América Latina. O evento, que começou em Porto Alegre e já contou com edições realizadas nas duas cidades, teve como principal mudança a migração definitiva para a capital carioca.  

Na edição de 2016, o Mimpi, idealizado pela Void e pela Jamur vídeos, tomou conta de uma nova locação: uma casa no meio da mata atlântica. Mesmo com a forte chuva dos primeiros dias, o público marcou presença tanto para a exibição dos filmes como também para as festas que embalaram as quatro noites do evento. Além disso, a galera que apareceu por lá ainda pôde acompanhar conversas com grandes nomes da cena desse mercado audiovisual como o diretor Colin Read, que faturou o grande prêmio de skate com seu filme "Spirit Quest".

 

 

No total, foram exibidos 61 vídeos de surfe e 46 produções das quatro rodinhas. O festival contou com a inscrição de mais de 200 filmes, mas após uma avaliação realizada pelos próprios organizadores, foram esses pouco mais de 100 títulos os escolhidos para o MIMPI 2016.

A premiação aconteceu na terça-feira, dia 15 de novembro. Além do prêmio do aguardado "Spirit Quest", outras produções tiveram destaque do júri. Nas águas, o grande campeão foi o "Let’s Be Frank", de Peter Hamblin, que além de levar melhor produção internacional de surfe, garantiu o troféu “fora da caixinha” por ser o mais inovador do mimpi.

 

Entre as produções nacionais, destaque para “Saca”, dirigido por Julio Adler, que ganhou o prêmio de Melhor Longa nacional de surfe; e para “Mucho Gusto”, de Mark Daniel, que faturou como melhor curta-metragem.

Confira a matéria que foi ao ar no Woohoo News:

 

 

 

Tags:
COMPARTILHAR