AGUARDE
01 outubro 2018

Mulheres dominam praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro

Monik Santos venceu sua primeira etapa no QS; Chloe Calmon e Nicole Pacelli levaram a melhor em suas categorias

O último fim de semana na praia da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, foi um grande exemplo de celebração ao esporte feminino. Se as condições do mar não correspondiam às expectativas, em compensação o sol apareceu forte no dia decisivo do QS de nível mil e das disputas de longboard e stand up paddle modalidade wave. Natural de Pernambuco, Monik Santos superou a todas e conquistou o primeiro título dela em etapas do Qualifying Series da WSL. Favoritas, Chloe Calmon e Nicole Pacelli sagraram-se campeãs de suas categorias.

 


Chloe competia no quintal de casa. (Foto: Fabriciano Junior)

 

Ainda no sábado, o skate roubou a cena ao consagrar Camila Borges na disputa de mini ramp, homologada pela Confederação Brasileira de Skate (CBSk). Já no domingo, a primeira campeã definida foi a paulista Nicole Pacelli. Dona do vice-campeonato na etapa norte-americana do Mundial de Sup Wave, ela superou nomes como o da também paulista Aline Adisaka na final que ainda contou com Fernanda Freitas e Gabriela Stanfater. 

 


Nicole Pacelli deu show nas ondas da Barra da Tijuca. (Foto: Fabriciano Junior)

Em seguida, foi a vez das longboarders entrarem em ação. Provando porquê é o principal nome do esporte no Brasil, a carioca Chloe Calmon soube aproveitar as difíceis condições do mar e saiu campeã da categoria longboard em casa.

Pra mim é muito especial ganhar em casa, com a presença dos meus amigos, da minha família... Eu sempre viajo pra competir então o fato de competir e ganhar a 20 minutos de casa é muito legal, revelou Chloe.

 


Chloe comemora vitória em casa. (Foto: Fabriciano Junior)

Por fim, a grande decisão do QS feminino de nível mil foi pra água, com a pernambucana Monik Santos e a paraibana Diana Cristina disputando o título aqui na Barra da Tijuca. Para chegar à final, Tininha passou por Luara Thompson nas quartas e pela saquaremense Taís de Almeida na semifinal. Voltando ao circuito profissional de surfe após um longo hiato, a paraibana, moradora do Rio de Janeiro, sucumbiu diante de Monik, que derrotou a representante da nova geração, Yanca Costa nas quartas, e a campeã do QS feminino de Itacaré e favorita ao título, a equatoriana Dominic Barona, nas semis. Apesar do vento que entrou forte durante a finalíssima, a pernambucana soube escolher melhor as ondas e administrar a sua vantagem para conquistar o título do QS mil da Barra da Tijuca, o primeiro da carreira dela. 

Não tenho palavras, estou muito feliz. Me sinto realizada, estava treinando muito para esse campeonato, confessa a campeão do QS 1.000 da Barra da Tijuca.

 


Monik Santos rasgando no posto 3 da Barra da Tijuca. (Foto: Fabriciano Junior)

 

Agora o surfe feminino segue do Rio de Janeiro para Santa Catarina, onde acontece nesse fim de semana mais uma etapa da divisão de acesso à elite do surfe mundial. Organizado por Marina Werneck, o evento de São Francisco do Sul terá nível 1500 no QS e ainda vai decidir o título sul-americano pro junior.

Tags:
COMPARTILHAR