AGUARDE
09 julho 2015

Murray Lerner é a estrela do In-Edit

Festival Internacional de Documentário Musical agita São Paulo até 12 de julho

A sétima edição do In-Edit Brasil, que começou no dia 1º de julho, vai acontecer até o dia 12 e exibe no Cine Sesc, Cine Olido, Centro Cultural São Paulo, Cinemateca Brasileira e Matilha Cultural o que há de melhor na produção cinematográfica musical.

O In-Edit Brasil em São Paulo vai acontecer até o próximo domingo.

O In-Edit Brasil em São Paulo vai acontecer até o próximo domingo. Foto: Reprodução facebook

Nesta edição de 2015, o homenageado é Murray Lerner, diretor que eternizou através de documentários momentos marcantes na carreira de músicos como Bob Dylan, Jimi Hendrix e do violinista Isaac Stern. Quem estiver em São Paulo poderá assistir cinco filmes entre eles: From Mao to Mozart: Isaac Stern in China, Festival!, The Other Side of Mirror: Bob Dylan at the Newport Folk Festival, Listening to you:The Who at the Isle of Wight 1970 e Blue Wild Angel: Jimi Hendrix Live at Isle of Wight 1970.

Murray venceu o Oscar de melhor documentário em 1981 com "From Mao to Mozart: Isaac Stern in China"

Murray venceu o Oscar de melhor documentário em 1981 com "From Mao to Mozart: Isaac Stern in China". Foto: Divulgação

Entre os 59 filmes que estão na programação, destaque para a estreia nacional; de “Sem Dentes: Banguela Records e a Turma de 1995?, dirigido pelo jornalista Ricardo Alexandre, que conta a história da gravadora criada pelos Titãs e pelo produtor Carlos Eduardo Miranda, responsável pelos lançamentos de Raimundos, Mundo Livre S/A, Little Quail & The Mad Bird, Maskavo Roots e Graforreia Xilarmônica.

Esta produção está na briga por uma vaga no circuito In-Edit de festivais contra “Eu Sou Carlos Imperial”, de Renato Terra e Ricardo Kalil, que celebra o produtor mais famoso do rock brasileiro, “My Name is Now, Elza Soares”, de Elizabete Martins Campos, um retrato da cantora, “Samba e Jazz”, de Jefferson Mello, que traça um paralelo entre o samba do Rio e o jazz de Nova Orleans, “Yorimatã”, de Rafael Saar, sobre a dupla Luli e Lucina, e “Premê, Quase Lindo”, de Alexandre Sorriso e Danilo Moraes, que relembra a trajetória da banda Premeditando o Breque e da vanguarda musical paulistana.

Entre os documentários internacionais, um dos mais badalados é “Mr. Dynamite: The Rise of James Brown”, de Alex Gibney, que teve Mick Jagger como produtor. Este trabalho conta o início da carreira de Brown até seu envolvimento com a luta pelos direitos civis nos Estados Unidos.

Programação de São Paulo. Foto: Divulgação

Programação de São Paulo. Foto: Divulgação

Além da exibição de filmes, o In-Edit Brasil também contará com a exibição de The Who na área externa da Cinemateca no dia 11, mesmo dia que rola uma Feira de Fanzine. Já no dia 12 de julho, fora as sessões de documentários, vale a pena conferir DJ Session com Flávia Diarte e Hector Lima colocando todo mundo para dançar com set lists que repercutem filmes exibidos no In-Edit Brasil 2015. Depois de São Paulo, o In-Edit Brasil segue para Salvador, onde terá uma programação entre os dias 14 e 19 de julho.

Tags:
COMPARTILHAR