AGUARDE
11 março 2015

Os 10 melhores bares do mundo

Que tal tomar aquele drink em um lugar super badalado?

A conceituada revista Drinks International selecionou os dez melhores bares do mundo em relação ao ano de 2014. Um grupo de 334 bartenders de alto nível votaram e montaram a lista que você pode ver abaixo.Não há dúvidas de que o campeão da lista viria de Londres, na Inglaterra. Oriundo do lugar onde o termo “bar” nasceu, The Artesian ocupa a primeira posição pela terceira vez. O bar possui uma extensa coleção de rum, uma grande lista de champagne e um menu exclusivo de coquetéis. O lugar também impressiona pela decoração. E os visitantes do próximo verão de lá (julho de 2015) poderão apreciar um tema surrealista que o proprietário planeja aplicar no ambiente. O serviço do The Artesian também não deixa a desejar: a equipe proporciona conforto aos clientes com uma boa recepção.

The Artesian é eleito o melhor bar do mundo pela terceira vez.

O vice-campeão da lista é o bar Dead Rabbit, em Nova York. Considerado pela revista Business Insider “o melhor bar da América”, o local ganhou esse nome por conta de uma gangue irlandesa-americana de meados do século XIX. Os proprietários e amigos Sean Muldoon e Jack McGarry saíram de Belfast, Irlanda do Norte, com o desejo de abrir um pub que os fizesse lembrar de sua terra natal. O bar serve 145 tipos de whisky irlandês com 100% de autenticidade.

O nome Dead Rabbit é inspirado de uma gangue irlandesa-americana.

A terceira posição da lista também é de Londres. O bar Nightjar tem um clima agitado, com bebidas da Prohibition - a lei que proibiu a fabricação e a venda de bebidas alcoólicas nos EUA entre 1920 e 1933 - e o glamour dos anos 20. A música ao vivo deixa o ambiente ainda mais aconchegante.

A música ao vivo é o diferencial do bar.

O Attaboy é espaçoso e acolhedor graças aos proprietários Sam Ross e Michael McIIroy, que transformaram o lugar. Localizado no Lower East Side, o bar não precisa de reservas. Uma vez sentados, os clientes respondem algumas perguntas sobre o estado de espírito e outros drinks de sua preferência. Baseados nas respostas, os bartenders criam um coquetel único e o preparam com exclusividade.

O bar não precisa de reservas e tem drinks preparados com exclusividade para cada cliente.

Situado na cidade que nunca dorme, o Employees Only fica movimentado todos os dias da semana. O ambiente do bar foi criado para lembrar o espírito marcante das décadas de 1920 e 1930. O menu, assinado pela chef Julia Jaksic, tem um toque de suas raízes croatas. O bar preza pela tradição dos drinks, criando verdadeiras iguarias.

O bar faz alusão ao clima dos anos 20 e 30.

A sexta posição da lista fica em Seattle, nos Estados Unidos. Inaugurado em setembro de 2011, o bar Canon parece um museu com a sua coleção de 3.300 garrafas. O proprietário Jamie Boudreau garante que o bar é uma homenagem às origens dos famosos pubs britânicos.

O proprietário do Canon, Jamie Boudreau.

Quem gosta de whisky, com certeza vai gostar do The Baxter Inn, em Sydney, na Austrália. A maior atração do local é a inacreditável seleção de whiskys. Muitos dizem se tratar de uma biblioteca da bebida, já que quando perguntam ao administrador do bar, Lewis Jaffrey, ele afirma ter 630 tipos de whisky na casa.

Whisky é a arma secreta do The Baxter Inn.

125 anos de existência não é para qualquer um. O mais antigo e icônico estabelecimento americano de coquetéis em Londres ocupa a oitava posição da lista. Com uma história muito rica, muitos bartenders que hoje têm uma carreira expressiva começaram no American Bar at the Savoy, como Ada Coleman - inventor da bebida Hanky Panky - e Peter Dorelli. Incrível, não?

O bar tem 125 anos de existência.

O renomado bartender Hidetsugu Ueno começou a sua carreira em 1992, trabalhou em lugares de peso como o Star Bar, mas foi em Tóquio que ele abriu o próprio negócio: o High Five Bar. Uma peculiaridade desse lugar é que não há um menu de drinks. Ueno e sua equipe tentam encontrar a bebida que o cliente deseja sempre que possível, servindo de um modo único e particular.

Hidetsugu Ueno é bartender desde 1992.

Discreto e quase imperceptível, a décima posição da lista é ocupada por um bar em Singapura, no Sudeste Asiático. Inaugurado em novembro de 2011, o clima do 28 Hong Kong Street é bem contemporâneo e há quem arrisque dizer que se parece com os bares de Nova York. Uma coisa é certa: se o nome do bar não fosse o seu próprio endereço, muita gente não encontraria o local.

O bar passa despercebido pelas ruas de Singapura.
Tags:
COMPARTILHAR