AGUARDE
07 maio 2015

Os campeões do CT no Rio

Criada em 1992 pela antiga ASP, a etapa carioca do tour já recebeu os melhores surfistas do mundo em suas águas. Saiba onde estão alguns desses campeões hoje em dia!

A clássica etapa do WT do Rio já foi palco de muitas emoções. Nós fomos atrás dos antigos campeões para saber o que eles andam aprontando pelo mundo. Alguns escolheram o trabalho de coach, outros abriram negócios, um veterano ainda está no Tour... saiba por onde andam os grandes campeões da etapa carioca!No primeiro ano após a criação do CT, Damien Hardman foi o primeiro a levantar o troféu na praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O australiano, que foi o quarto mais novo surfista a conquistar um título, ficou na elite até 1994 e em 1995 ainda correu uma etapa do circuito. Damien também chegou a competir alguns eventos do circuito de qualificação. Hoje em dia, o veterano baba com seus filhos no Instagram, postando várias fotos de Patrick Hardman surfando. E não é que o menino leva jeito?!

Damien dando os parabéns ao filho Patrick hardman

Damien dando os parabéns ao filho Patrick Hardman. (Reprodução: Instagram)

Além de ter faturado a etapa de 1993, Macaulay já tinha sido campeão no Rio de Janeiro nos anos de 1988 e 1989. O surfista se aposentou aos 31 anos, em 1994, com sete títulos mundiais. Shaper desde novo, Dave voltou ao ofício em tempo integral em 1995, fazendo pranchas da sua própria marca na área de Margaret River, perto de sua casa, onde ainda mantém seu negócio. Ele tem um site com as informações de todo seu trabalho.

Adoro criar algo com minhas próprias mãos que todos possam desfrutar. Mas o que mais me satisfaz é ver o sorriso no rosto da minha equipe surfando em uma das minhas pranchas.

Em 1995 foi a vez do australiano Barton Lynch reinar no Postinho. Considerado um dos surfistas mais articulados do esporte, ele escreveu, durante dois anos, a coluna “Learn to Surf” para a revista “Surfing”. Em 1998, entrou para o Hall da Fama de Surfistas Australianos e, desde que deixou o tour, Lynch trabalhou como coach, produtor de TV e comentarista do CT. Além de tudo isso, ele também é um pai babão e bem-humorado. É só seguir o Instagram dele para ver o pequeno aprontando na maioria das publicações.Reconhecido como o maior surfista de todos os tempos, Kelly Slater foi campeão no Rio de Janeiro no ano de 1997, mas foi em 1992 que o jovem de apenas 20 anos na época teve seu primeiro título confirmado por antecipação nas areias cariocas. O ícone do surfe, com 43 anos ainda está na elite dando trabalho para o restante dos surfistas. Além de competir, Slater lançou sua própria marca de surfwear e tem até uma franquia de jogos com seu nome. Difícil dizer o que o cara não faz!
Captura de Tela 2015-05-07 às 14.39.20Primeiro brasileiro a aparecer na nossa lista de campeões, Peterson Rosa venceu a etapa do CT no Rio de Janeiro em 1998, derrotando o então líder do ranking mundial, o australiano Michael Campbell. A vitória fez com que Peterson passasse da 20ª para a 8ª posição no ranking do circuito. Já aposentado, o ex-integrante da elite foi treinador do atual líder, Adriano de Souza. Segundo Mineiro, eles não puderam dar continuidade ao trabalho por incompatibilidade de calendários.

Foto: Basilio Ruy

Foto: Basilio Ruy

 Taj Burrow ganhou o QS de 1996 com apenas dezoito anos de idade. Na época, decidiu aguardar mais um ano para participar Circuito Mundial da Elite se sentindo mais seguro. Em 1998, quando estreou no circuito, foi eleito o "Rookie of the Year" (Novato do Ano) e em 1999, teve sua primeira vitória em etapa brasileira, terminando o ano em segundo lugar no ranking, sua melhor posição como profissional no Tour. Taj é daqueles surfistas de alma, que não perde o estilo tranquilo e divertido de viver. Para provar que o cara não para nunca, ele acabou de correr uma etapa do QS em Bali e, adivinhem só, saiu campeão.

Reprodução: Instagram

Reprodução: Instagram
Tags:
COMPARTILHAR