AGUARDE
12 agosto 2016

Parabéns, Skateboard!

A comunidade brasileira do skate comemora a entrada do esporte nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Assim como no surfe, a comunidade do skate também comemorou a entrada do esporte na próxima edição dos Jogos Olímpicos, que acontece em Tóquio, no Japão, em 2020. Veja o que os principais nomes do skate brasileiro comentaram!

A entrada do skate e do surfe na Olimpíada de Tóquio foi bastante comemorada aqui no Brasil. (Foto: Reprodução Internet)

A entrada do skate e do surfe na Olimpíada de Tóquio foi bastante comemorada aqui no Brasil. (Foto: Reprodução Internet)

Sandro Dias, o Mineirinho

Um dos maiores nomes do skate no Brasil, Sandro Dias, o Mineirinho, postou uma foto em seu instagram que tinha os anéis olímpicos e o próprio Mineirinho andando de skate. Na legenda, ele pede que o esporte não perca a sua essência, sua originalidade e criatividade. Além disso, Mineirinho espera que o novo esporte olímpico “venha para agregar e trazer novos horizontes ao nosso skate”.

Mineirinho vibrou com a notícia de que o skate agora é esporte olímpico. (Foto: Instagram @diassandro)

Mineirinho vibrou com a notícia de que o skate agora é esporte olímpico. (Foto: Instagram @diassandro)

Bob Burnquist

Bob Burnquist se limitou a postar uma foto dos anéis olímpicos em forma de rodinhas de skate e na legenda, apenas reticências… (O que será que ele quis dizer com isso?!)

Será que Bob curtiu a ideia? (Foto: Instagram @bobburnquist)

Será que Bob curtiu a ideia? (Foto: Instagram @bobburnquist)

Felipe Foguinho

Felipe Foguinho, que participou do revezamento da tocha olímpica aqui no Brasil, deu parabéns ao skate através do seu perfil no instagram.

Foguinho representou o skate no revezamento da tocha em São José dos Campos, São Paulo. (Foto: Instagram @felipe.catalbiano)

Foguinho representou o skate no revezamento da tocha em São José dos Campos, São Paulo. (Foto: Instagram @felipe.catalbiano)

Apesar de toda essa comemoração, a inclusão do skate nos Jogos Olímpicos ainda gera dúvidas no que diz respeito a quem irá nos representar em Tóquio. Mas muita coisa pode rolar até 2020 e uma coisa é certa: o Brasil é um forte concorrente à medalha.

Tags:
COMPARTILHAR