AGUARDE
02 agosto 2017

Pioneiro do Vôo livre no Brasil morre aos 59 anos

Vítima de Câncer, Guto Villas Bôas deixou um legado imensurável para a história do esporte no Brasil e no mundo.

No final do mês de julho o universo dos esportes de ação sofreu uma perda irreparável. O multi-esportista Guto Villas Bôas faleceu aos 59 anos vítima de um câncer de pâncreas.Presidente da Associação Brasileira de Vôo Livre em 1988 e 1989, o experiente piloto deixou um legado inestimável para o esporte além de uma história incrível de conquistas.

 Guto entrou para a história do Vôo livre no Brasil como um dos maiores incentivadores da modalidade. Voando desde os anos 70, ele fez parte  da primeira geração que saiu do surfe para se aventurar no esporte aéreo e desbravou os céus brasileiros em busca de novas rampas, direções e emoções. Ele foi também um dos primeiros brasileiros a conhecer as melhores rampas do mundo em países como Austrália, Estados Unidos e na Europa, onde participou de diversas competições internacionais.O piloto chegou a administrar uma marca de mochilas, chamada By Villas.

 

Amigo do campeão mundial de voo livre, Pepe lopes, Villas Bôas era muito querido no Brasil e no Rio de Janeiro, onde morava. No último dia 29 de Julho,  a CBVL prestou uma homenagem ao saudoso no gramado de São Conrado, na cidade maravilhosa , lugar que ele tanto gostava e inúmeras vezes visitava para reencontrar amigos. Na ocasião, a nova galeria de troféus da Sede da associação, foi batizada com seu nome.

O canal woohoo deixa aqui nossas mais sinceras considerações a esse grande e inesquecível aventureiro, desejando os melhores sentimentos a sua esposa e três filhas. 

Tags:
COMPARTILHAR