AGUARDE
26 janeiro 2017

Pitaya - a fruta do verão

Febre em algumas casas de suco, a pitaya veio rivalizar com o açaí

Quem já visitou o North Shore de Oahu, no Havaí, e foi matar a saudade do Brasil através de um food truck que fica estacionado em frente a Off the Wall, provavelmente ficou curioso com um creme de cor forte que é vendido em tigelas, assim como o açaí.

O chamativo creme é feito de pitaya, uma fruta, que mesmo sendo nativa da América Central e do México, se popularizou há bastante tempo na Ásia. Essa fruta está sendo comercializada no Brasil e a tigela de pitaya já está disponível em algumas casas de suco.

Rica em vitaminas, minerais e oligossacarídeos, a pitaya é um ótimo aliado à saúde. Além de conseguir diminuir o colesterol, retardar o envelhecimento celular e ainda regular os níveis de açúcar no sangue, a pitaya tem em sua fórmula o ômega 3, que é rico em magnésio e cálcio, e minerais, que turbinam a imunidade do organismo.

Porém nem tudo é festa. Algumas casas de sucos usam polpas e como essas polpas já vêm adoçadas, não tem como fugir do açúcar. Já outros lugares estão adaptando a receita com leite e para quem faz restrição ao uso da lactose isso atrapalha, como alerta a nutricionista Luna Azevedo.

Devido as propriedades da pitaya, quando você junta o açúcar e o leite você abre mão do objetivo principal que são os nutrientes da fruta. Essas misturas transformam essa fruta num alimento falso-saudável.

A sugestão da nutricionista é prestar bastante atenção em relação a forma de preparo dos sucos para evitar consumir um alimento falso-saudável e até no caso de pessoas intolerantes a lactose não tomar leite inconscientemente.

De olho nesse mercado com grande potencial para expansão, os produtores de frutas de Jundiaí, em São Paulo, estão cultivando a pitaya. Apesar de se desenvolver bem no clima tropical, a pitaya é uma fruta sensível a temperaturas muito elevadas e excesso de chuva. Com a lei da oferta e da procura ainda a favor dos produtores, o quilo da pitaya em São Paulo pode chegar a R$60,00.

 

Conheça as três variedades da espécie e seus benefícios:

    •    Pitaya Branca: É a fruta que possui casca rosa e interior branco. Essa espécie tem alto teor de fibras;
    •    Pitaya Vermelha: É a fruta que possui casca rosa e/ou avermelhada e interior vermelho. Essa espécie tem alto teor de ferro e ajuda na prevenção de radicais antioxidantes que estimulam o acúmulo de gordura no corpo. Ou seja, a turma da dieta costuma usá-la como importante aliado;
    •    Pitaya Amarela: É a fruta que possui casca amarela e interior branco. Essa espécie tem alto teor de Vitamina C e zinco.


Pitaya também é chamada de Dragon Fruit. (Foto: Reprodução Internet)

 

Receitas para quem quer ganhar intimidade com a fruta:

Suco de pitaya (70 calorias / copo)

   Ingredientes
   · 3 xícaras (chá) de pitaya sem casca picada
   · 1/4 de xícara (chá) de folhas de hortelã
   · 1 xícara (chá) de abacaxi picado
   · 3 figos frescos picados
   · 2 xícaras (chá) de água gelada
   · Adoçante a gosto

   Preparo
   No liquidificador, junte a pitaya, a hortelã, o abacaxi,   o figo, a água e o adoçante. Bata até o suco ficar homogêneo. Se quiser, acrescente pedrinhas de gelo a gosto.

 

 

Salada de pitaya (145 calorias por porção)

Ingredientes
· 1/2 maço de rúcula
· 1/2 maço de alface crespa
· 1 1/2 xícara (chá) de pitaya sem casca cortada em cubos
· 1 1/2 xícara (chá) de manga cortada em cubos
· 1 xícara (chá) de tomate-cereja inteiro

Molho
· 1/4 de xícara (chá) de azeite extravirgem
· 1/4 de xícara (chá) de vinagre
· 1 colher (sopa) de cebolinha francesa (ciboulette) picada
· 1 colher (chá) de adoçante culinário
· Sal e pimenta-do-reino a gosto

Preparo:
Numa saladeira, acomode as folhas de rúcula e as de alface. Distribua por cima os pedaços de pitaya e de manga e o tomate-cereja. Reserve na geladeira. Para preparar o molho, coloque o azeite, o vinagre, a cebolinha francesa, o adoçante, o sal e a pimenta num vidro. Tampe bem e agite vigorosamente até que o molho fique homogêneo. Sirva a salada com o molho a parte.

Tags:
COMPARTILHAR