AGUARDE
08 maio 2015

Pra gringo nenhum botar defeito

Monique Maggessi foi ouvir a opinião dos surfistas estrangeiros sobre o time brasileiro que anda arrepiando a elite do surfe mundial.

Gabriel Medina, Filipe Toledo, Adriano de Souza, Miguel Pupo, Wiggoly Dantas, Italo Ferreira e Jadson André são os 7 brasileiros que estão dando (muito) trabalho aos demais integrantes da elite mundial. No ano passado, com apenas 20 anos de idade, o garoto de Maresias tornou-se o primeiro brasileiro a ser coroado campeão mundial de surfe. Aí nós ficamos à vontade. Do jeitinho que a gente gosta. Tão à vontade, que abrimos 2015 já com os dois pés na porta. O acrobático e inacreditável Filipe Toledo começou o circuito sacudindo a bandeira verde e amarela lá de cima do topo do pódio na costa dourada australiana. Ainda em território ozzie, na terceira etapa do CT, que rolou em Margaret River, foi a vez do focado Adriano de Souza brilhar. Ele não só brilhou como tornou-se líder do circuito. No WQS de Trestles, na Califórnia, Filipinho dançou sobre as ondas e levou mais uma vez.

Eles funcionam como uma equipe, onde um falha, o outro cobre. Ainda não são imbatíveis, mas parecem estar caminhando pra isso. E não há quem possa negar, é bonito de ver.

Qualquer brasileiro é um fã dos caras em potencial. Mas e os gringos? O que eles acham? Alguns surfistas estrangeiros que estão competindo no WQS de Saquarema, no Rio de Janeiro, resolveram falar.

Tags:
COMPARTILHAR