AGUARDE
30 junho 2015

Prova de Contato com Ronaldo Land

Conheça o trabalho do fotógrafo que trocou a engenharia pelo skate

1. Quando você decidiu se tornar fotógrafo?
A fotografia surgiu como uma necessidade para melhorar a qualidade dos vídeos que eu fazia, comecei filmando skate nas ruas do Rio em 2002, comprei equipamentos e sempre gostei de vídeos de skate, mas como não tinha nenhuma formação nem estudo especifico pra área e o resultado do meu trabalho não era bacana, ai descobri a importância da fotografia dentro do processo audiovisual.
2. Você chegou a cursar algum outro curso de graduação ou a trabalhar em outra área?
Fiz oito períodos de Engenharia Civil na UFF, mas o skate e o vídeo me fizeram mudar de curso, troquei pelo Cinema.
3. Se você pudesse escolher ter tirado uma foto, qual seria?

Qualquer uma do Elliott Erwitt.

4. O que é que você ainda não fez e quer fazer?

Gostaria de fotografar algum evento de importância histórica, Quero Publicar um livro com o meu trabalho e Fazer a Direção de Fotografia de um Longa de Ficção.

5. Se pudesse roubar uma foto qual seria, ou seja, qual a foto que você gostaria de ter tirado e não tirou?

Qualquer uma do Elliott Erwitt.

6. O que o skate e a fotografia têm em comum?
Entendo os dois como um processo, que no final temos um resultado, o Skate tem todo um estilo de vida e na ponta disso tudo temos a manobra, a mesma coisa é a fotografia a foto final é só o reflexo de muito estudo e vivência, mas em ambos o resultado, ou seja, a manobra e a foto são apenas uma pequena parte de um todo e nem é o mais importante. O legal mesmo é o processo e o que você aprende com ele. Muitas vezes uma foto ruim tem uma história muito mais bacana por trás dela que uma foto boa.
7. Algum skatista específico que você gostaria de fotografar? Por que?
A fotografia de skate pra mim é um momento de descontração com meus amigos e são eles que eu fotografo, não temos compromisso nenhum quando vamos fazer uma foto, pelo contrário estamos ali fazendo o que sempre fizemos é tudo muito natural e eu acredito que essa "falta de compromisso" também ajuda no resultado final, voltando a pergunta, gostaria de ter pelo menos uma foto de cada amigo meu que anda de skate.
8. Como foi o retorno da exposição “As cores do Rio”
Para a minha primeira exposição individual que aconteceu em Janeiro desse ano na Galeria Homegrown o retorno não poderia ser melhor, Parte dessas fotos fizeram parte de um ensaio que a ficou entre os 10 finalistas do Sony World Photography Awards 2015 realizado pela World Photography Organization atualmente o prêmio mais importante da fotografia, com isso tive a oportunidade de Expor no Sumerset House em Londres, e fui convidado a publicar parte dessas fotos em dois livros de grande importância, no The Book of The year da World Photography Organization e no livro International Masters of Photography.

Tags:
COMPARTILHAR