AGUARDE
10 janeiro 2017

Próximos da Ficção

Ilustração: Andy Massena

Quando achamos que a tecnologia já nos impactou de forma suficientemente intensa, a China nos mostra que ainda teremos muitas surpresas pela frente, uma delas são os robôs humanoides. Numa coletiva de imprensa, os chineses apresentaram uma máquina com características físicas femininas aparentando 20 anos de idade, corpo esguio, voz suave e que falava frases como: “não te conheço, mas te acho um homem bonito e encantador". 

As mulheres robôs desenvolvidas por chineses, confirmam que a expectativa da humanidade é a juventude eterna, a magreza e a exaltação do ego masculino. 

Cogitaram até que a ficção se transforme em realidade e seja possível uma relação afetiva entre humanos e robôs. Os projetistas estimam que em 10 anos será normal o convívio com robôs, inclusive como força de trabalho em restaurantes e outros estabelecimentos. Será um prato cheio para uma geração que apresenta sérios problemas com as relações reais e interpessoais.

Mais uma vez, a vida imita a arte. Filmes como Ex Machina poderão não parecer tão perturbadores e irreais. Inteligência artificial aliada ao conjunto de características físicas apresentado no protótipo podem representar mais um desafio para nossas mulheres, com sua TPM, seus corpos e reações humanas. Em pleno momento de libertação e empoderamento da mulher, o homem cria uma forma de perpetuar a mulher objeto, literalmente. 

Tags:
COMPARTILHAR