AGUARDE
19 março 2018

Quanto vale o show?

Ingressos para desafio na piscina de ondas chegam a 9.500 dólares

Realizado na piscina de ondas, que é uma propriedade particular, o Founder’s Cup será o primeiro evento organizado pela World Surf League que terá a venda de ingressos. A pré-venda, que começou no dia 12 de março, oferece tickets que custam de 99 a 499 dólares para quem quiser só assistir. Agora para quem quiser surfar, a brincadeira sai por 9.500 dólares.


Responsável pela construção da piscina, Kelly Slater é o capitão da seleção americana. Foto: WSL / Morris

O ingresso chamado The Surf Ranch Experience inclui a oportunidade de surfar na piscina por uma hora na segunda-feira, 7 de maio, um dia após o campeonato. Para proporcionar uma experiência ainda maior a quem puder pagar por isso, os organizadores ainda vão disponibilizar fotógrafos e videomakers profissionais para registrar tudo, acesso liberado na maioria dos ambientes do Surf Ranch, convites para os jantares e festas que vão fazer parte do evento, além de 3 noites de hospedagem no hotel, Tach Palace.

O Founder’s Cup vai funcionar como um teste para a World Surf League, que em setembro vai realizar uma etapa do CT por lá. Organizado no formato entre nações, o Founder’s Cup contará com cinco times: Austrália, Brasil, Europa, Estados Unidos e o restante do mundo.

Cada equipe terá cinco integrantes, sendo três homens e duas mulheres. Na seleção australiana a capitã será Stephanie Gilmore e os surfistas serão Mick Fanning, Matt Wilkinson, Julian Wilson e Tyler Wright. Já a turma brasileira comandada por Gabriel Medina conta com Adriano de Souza, Filipe Toledo, Silvana Lima e Tainá Hinckel, que é a brasileira melhor colocada nos rankings da World Surf League depois da Silvana Lima.

Além de ter surfado no evento organizado pela WSL em 2017, Stephanie Gilmore também já surfou na piscina a convite de Kelly Slater. Foto: WSL / Morris

O grupo americano que tem o 11 vezes melhor do mundo e anfitrião da piscina de ondas, Kelly Slater, como capitão vai reunir os yankees Kolohe Andino e Courtney Conlogue com os havaianos John John Florence e Carissa Moore. Acostumado a ser uma nação a parte dentro do surfe, o Havaí vai começar a ensaiar a aproximação com os demais estados americanos nesse evento, já que na Olimpíada de Tóquio é assim que o arquipélago mais surfe dos Estados Unidos vai se apresentar ao mundo.

Kanoa Igarashi, que mudou de nacionalidade nesse ano, vai representar o Japão ao lado dos sul-africanos Jordy Smith e Bianca Buitendag, do taitiano Michel Bourez e da neozelandesa Paige Hareb. Esse elenco representará a equipe mundo. Por fim, para defender o continente europeu a World Surf Leagu convocou os franceses Johanne Defay e Jeremy Flores, o português Frederico Morais, o italiano Leonardo Fioravanti e a alemã Frankie Harrer.

Para comprar os ingressos o caminho é por aqui.

Tags:
COMPARTILHAR