AGUARDE
06 março 2018

Que tal surfar enquanto espera seu voo?

Engenheiro alemão desenvolve piscina de ondas simples, que podem ser instaladas em pequenos espaços

nquanto Kelly Slater ajudou a desenvolver a piscina de ondas, que promete revolucionar o surfe, o engenheiro alemão Rainer Kilmaschewski foi mais objetivo e buscou uma solução para levar o surfe para lugares pouco prováveis como shoppings e aeroportos.

A empresa chamada City Wave não tem a pretensão de substituir o surfe tradicional, pelo contrário, ela quer se tornar uma experiência nova para quem surfa. Após ter a primeira piscina instalada no aeroporto de Munique, a City Wave já está nos ajustes finais para inauguração de um espaço num shopping em Osnabruck, também na Alemanha.

Essa piscina de ondas trabalha com ondas paradas. Foto: Reprodução (citywave.de)

O espaço, que será a primeria piscina de ondas contruída num shopping, já está vendendo ingressos no valor de 35 euros por 45 minutos de diversão.

Além da Alemanha a City Wave também já instalou máquinas em Zurique, Vienna e St. Gilles Croix De Vie, todos os lugares na Europa. Representante da marca, o surfista havaiano, Shane Beschen, avisou que existem planos de levar essa tecnologia para a América.

 

Eu trabalho para a Playground Surf, que distribui a City Wave na América do norte e nós vamos inaugurar um parque do surfe em breve. Vamos criar uma atmosfera que abrace a cultura surfe e todas as sub-culturas ao seu redor - moda, arte, música, lazer, evemtos, filmes, performances e saúde. Já estamos trabalhando com algumas possibilidades e assim que a construção começar conto mais novidades.

 

Tags:
COMPARTILHAR