AGUARDE
26 novembro 2018

Tainá Hinckel é campeã brasileira pro jr da Abrasp e Camila Cássia leva título nacional profissional

A catarinense também venceu na categoria profissional do Brasileiro de Surf Feminino em Itamambuca

Pelo quarto ano consecutivo, a família Dantas celebrou o surfe feminino nacional com a edição de 2018 do Brasileiro de Surf Feminino, na praia de Itamambuca, Ubatuba, São Paulo, entre os dias 23 e 25 de novembro. O evento reuniu meninas de todas as idades e de várias partes do país, provando que a nova geração vem forte por aí. Entre grandes revelações, o duelo da categoria pro júnior, novidade dessa edição, ficou entre a catarinense Tainá Hinckel e a carioca Júlia Freitas, que chegou inclusive a três finais no domingo decisivo. Com ondas bem surfadas, o título de campeã pro junior 2018 da Abrasp ficou com a surfista da Guarda do Embaú, Tainá Hinckel, que garantiu a vitória com uma nota 9 nos minutos finais da decisão. 


Catarinense compete após se recuperar de lesão na coluna. (Foto: Daniel Smorigo)

Sem tempo nem para sair de dentro d’água, a catarinense e a carioca ainda disputaram a grande decisão das profissionais, que colocou em jogo também o título de campeã brasileira 2018 da Abrasp, já que a líder do ranking, Taís de Almeida, foi eliminada ainda na sexta-feira e deixou a disputa pelo caneco em aberto. A decisão ainda teve a cearense Larissa dos Santos e a local de Itamambuca, Camila Cássia, que precisava ser campeã ou vice para conquistar o título nacional entre as profissionais. Inspirada, Tainá logo assumiu a liderança da bateria e a paulista usou a experiência do pico para assumir a ponta, mas a surfista catarinense não se deu por derrotada e arrancou um 9,5 dos juízes para também sagrar-se campeã da categoria profissional do Brasileiro de Surf Feminino. 

Eu tinha uma meta de vencer nessas duas categorias e treinei muito pra isso. Estava me sentindo muito bem e foi incrível poder vencer, revelou a surfista da Guarda ao Woohoo.

Com o vice-campeonato, a local de Itamambuca Camila Cássia superou a saquaremense Taís de Almeida, e mesmo sem patrocínio, sagrou-se a campeã brasileira 2018 da Abrasp. "Eu tive pessoas ao meu lado que não deixaram isso me afetar. O foco principal era ser campeã brasileira e esse objetivo eu consegui", confessou Camila.

 


Camila Cássia é a campeã brasileira profissional da Abrasp 2018. (Foto: Daniel Smorigo)

As categorias de base também roubaram a cena em Itamambuca. Entre as meninas da sub 16, foi Maju Freitas quem levou o título. Com o surfe correndo nas veias, já que ela é filha do tricampeão mundial de longboard, Marcelo Freitas, a carioca de 16 anos é uma das promessas do surfe feminino nacional. Quem também segue os passos de seus ascendentes é a paranaense Luara Mandelli. Filha da surfista Thiara Mandelli, ela sagrou-se campeã brasileira 2018 na categoria para surfistas de até 10 anos de idade. Local de Ubatuba, Nairê Marquez foi outra grande revelação do evento. Competindo em três categorias, pro junior, sub 12 e sub 14, ela mostrou seu talento, competiu duas finais seguidas e assim como Tainá Hinckel, subiu no lugar mais alto do pódio em duas e ainda chegou nas semis da pro junior. 

Tags:
COMPARTILHAR