AGUARDE
07 agosto 2017

Tomas Hermes é vice-campeão na Califórnia

Filipe Toledo comete mais uma vez interferência no Kanoa Igarashi

Local de Huntington Beach, na Califórnia, Estados Unidos, o top do CT Kanoa Igarashi deixou o título em casa ao sagrar-se campeão da segunda etapa de nível 10 mil do Qualifying Series 2017 no domingo, 6 de agosto. O dia foi de praia lotada por lá, com ondas de meio metro e muita emoção. Grande favorito ao título, o brasileiro Filipe Toledo enfrentou pela segunda vez consecutiva o norte-americano Kanoa Igarashi na semifinal do US Open, no entanto, foi barrado pelo yankee, já que cometeu interferência e teve sua segunda melhor nota cortada pela metade. Vale lembrar que os dois já passaram por um momento bem parecido durante o polêmico duelo no CT de Saquarema, no mês de maio, quando Filipinho também cometeu interferência e acabou punido pela WSL.

Com o garoto prodígio eliminado, a esperança do Brasil estava nas mãos do catarinense Tomas Hermes. Ainda nas quartas de final, Tomas conseguiu avançar no sufoco, ao vencer o norte-americano Patrick Gudauskas de virada na última onda, para a frustração da torcida local. Nas semis, o mar estava quase sem ondas e o representante da Costa Rica Carlos Munoz ia levando a vaga da finalíssima, mas o catarinense eliminou o surfista também na última onda da bateria e se encontrou com Kanoa Igarashi na decisão. Logo na primeira onda, o norte-americano fez a maior nota do campeonato, um 9,63, depois de mandar três manobras de backside na praia onde aprendeu a surfar. Minutos depois, Kanoa deixou Tomas Hermes em combinação e o brasileiro não conseguiu reverter o resultado, terminando o US Open 2017 com o vice-campeonato e a quarta posição no ranking de acesso à elite do surfe mundial. Kanoa, que sonhava em vencer em Huntington Beach desde pequeno, era só felicidade depois da vitória na Califórnia.

Fotos WSL: STEVE SHERMAN

Tags:
COMPARTILHAR