AGUARDE
08 dezembro 2016

Três brasileiros seguem vivos no Mundial de Longboard

Chloe Calmon, Phil Rajzman e Rodrigo Sphaier fizeram bonito na China

Mais um dia de ação na ilha de Hainan, na China, e a organização do Mundial de Longboard decidiu colocar a terceira fase na água tanto da competição masculina quanto da feminina. Ao todo, foram 16 baterias nessa quinta-feira (8) e as longas paredes do pico tinham cerca de um metro.

 


Chloe é a esperança brasileira entre as meninas. (Foto: WSL)

 

Logo na primeira disputa do dia, a brasileira Chloe Calmon conseguiu uma nota 9 e passou direto para as quartas de final. Mas a atual campeã do mundo de longboard, a norte-americana Rachael Tilly, fez o mesmo somatório da brasileira e também avançou para a próxima fase. Já classificadas nas quartas junto com Chloe e Rachael estão a longboarder das Ilhas Reunião, Alice Lemoigne, e a norte-americana Tory Gilkerson, que venceram os seus confrontos na terceira fase. Destaque para Tory, que somou 16,93 pontos, o maior dessa rodada.

 


Tory no Mundial de Longboard na China. (Foto: WSL)

 

No evento masculino, as notícias também são boas. Apesar do brasileiro Jeferson Silva ter sido eliminado pelo sul-africano Steven Sawyer, os outros dois representantes do Brasil avançaram para a quarta fase do evento. Rodrigo Sphaier fez 18,66 de 20 pontos possíveis, com direito a um 9,73 como melhor onda. Phil Rajzman também fez bonito e com duas boas notas, ele passou para a próxima rodada. Mas o destaque do dia ficou mesmo para o atual campeão do mundo, o peruano Piccolo Clemente. Com a primeira e única nota 10 do evento até agora, o defensor do título ainda fez um 9,80, deixando o sul-africano Thomas King em combinação.

 


O defensor do título está completamente em forma. (Foto: WSL)

 

Tags:
COMPARTILHAR