AGUARDE
20 setembro 2017

Meninas invadem Ubatuba

A expectativa é grande para o início do Brasileiro de Surfe Feminino, que acontece entre os dias 22 e 24 de setembro na praia de Itamambuca, em Ubatuba. A principal novidade da prova, organizada pelo top do circuito mundial Wiggolly Dantas e sua família,  é a inclusão da categoria Longboard. Segundo a bicampeã brasileira Suelen Naraisa, essa é mais uma conquista para as mulheres dentro do cenário do surfe no país. “A intenção é juntar as forças, longboarders e surfistas juntas para confraternizar, comemorar e intensificar nossa força pela igualdade de gênero dentro do esporte”, declarou Naraisa.

Atalanta Batista / Foto: Fabriciano Junior

Além da categoria Longboard, outras duas foram incluídas esse ano na disputa da pranchinha. Desta vez, as surfistas estarão divididas em: sub-10, sub-12, sub-14, sub-16, sub-18 e Profissional.

Entre as surfistas confirmadas para essa edição da prova estão a ex-integrante da elite do surfe mundial Jacqueline Silva, a atual campeã sul-americana Nathalie Martins, a bicampeã brasileira Suelen Naraisa, a irmã do campeão mundial Gabriel Medina, Sofia Medina, entre outras. 

Sofia Medina está entre as confirmadas para o evento

Infelizmente algumas surfistas vão desfalcar a prova, mas é por uma causa justa. A catarinense Tainá Hinckel, atual campeã da categoria sub-18 do evento, a cearense Letícia Meira  e as cariocas Luara Thompson e Carol Bonelli embarcaram ontem para o Japão, onde vão representar o Brasil no mundial júnior da ISA entre os dias 23/09 e 01/10. 

Realizado em parceria com a ABRASP (Associação Brasileira de Surf Profissional),  o evento aparece como  única etapa confirmada para essa temporada.  Nos dois últimos anos o evento sagrou Jacqueline Silva e Silvana Lima como campeãs brasileiras de  2015 e 2016, respectivamente.

 

Relembre o que rolou na edição de 2016:

 

Foto de capa: Diego Martinez

Tags:
COMPARTILHAR