AGUARDE
30 julho 2014

W.M.O Combone

Combone ataca novamente, dessa vez em "carreira solo"

A galeria Jeffreys convida o artista para expor sua primeira individual. E sendo de um artista como esse, eu recomendo! Combone aka Wesley de Oliveira, já mencionado por aqui anteriormente, Impossível não falar dele, apresenta sua primeira exposição individual, de nome WMO: as iniciais do seu nome, que foram usadas pra retratar sua existência. Não entendeu? Eu explico. Para ele, W simboliza o seu nascimento, M a morte, a ausência, e o O fecha o ciclo, um eterno retorno. Como se fosse um "começo, meio e fim" do artista. Entendeu? Nessa mostra, ele mostra um trabalho nunca antes visto, mais evoluido, com vontade de experimentar. A galeria Jeffreys apostou todas as fichas no artista em ascensão e posso garantir que não erraram na escolha. Wesley pode ser considerado um dos melhores grafiteiros cariocas. Você bate o olho na sua obra e não acredita que aquilo tenha sido feito com spray. Lindas figuras femininas, paleta de cores de quem entende do assunto, e traço muito solto, sem medo algum de errar. Pingados que compõe a obra, expressões que encantam. Faltam palavras para descrever um talento como esse. Ver o Combone pintar é uma verdadeira aula. Um trabalho capaz de acrescentar ao espectador, e além de tudo a personalidade do artista também fala muito sobre seu trabalho, e no caso dele você consegue enxergar sensibilidade, calma, e intimidade com a arte. Vai lá conferir: Eu garanto!  

Tags:
COMPARTILHAR