AGUARDE
07 novembro 2018

WSL estuda mudança no formato das baterias do CT 2019

Objetivo é tornar os embates mais dinâmicos

 

A World Surf League estuda a possibilidade de mudança no formato das baterias do Championship Tour a partir da metade da temporada 2019. Com o objetivo de deixar os embates mais dinâmicos, o número total de baterias (36) continuaria o mesmo, mas uma das novidades é, por exemplo, passar os dois primeiros colocados da primeira rodada direto para a terceira fase e transformar a repescagem numa disputa de apenas quatro baterias, em vez de 12 como já é o costume.

Cada confronto terá três surfistas e os dois melhores avançam, enquanto o terceiro colocado se despede da competição. Na terceira fase, os surfistas que estrearam com vitória devem entrar como cabeças de chave. Por conta disso, a regra só deve mudar a partir da metade do ano, quando os quatro primeiros colocados do ranking do CT serão considerados os principais cabeças de chave da terceira fase – uma forma de valorizar os principais candidatos ao título mundial.

Diferente do que acontece, a terceira rodada teria um total de 16 baterias, todas no formato homem a homem definitivo a partir daí. Em seguida, os melhores surfistas do mundo disputariam as oitavas; quartas; semis e a final. Segundo apuração do site Waves, a elite masculina do surfe mundial foi informada desse novo formato ainda na etapa da França.

 


Gabriel Medina lidera ranking do CT 2018. (Foto: WSL)

Tags:
COMPARTILHAR