AGUARDE
30 julho 2019

WSL mira G-Land para o CT de 2020

Etapa pode substituir Keramas, também na Indonésia

Especulações rolam soltas em torno do mundo do surfe sobre a entrada das esquerdas de G-Land no calendário do Championship Tour em 2020. O pico fica na baía de Grajagan, na Indonésia, e não recebe uma etapa do CT há mais de 20 anos.

Segundo o site swell.net, a negociação é mantida em sigilo pela WSL, que busca um período de janela de espera de duas semanas para a realização da prova, de 3 a 16 de junho. As datas coincidem com o evento de Margaret River do próximo ano. Como o campeonato no oeste australiano tem contrato e já está garantido no calendário de 2020, cogita-se que as direitas de Keramas, também na Indonésia, poderiam deixar o tour. A última vez que o CT fez parada em G-Land foi em 1997 quando o australiano Luke Egan venceu a prova.

 

Na California está rolando, entre 27 de julho e 4 de agosto, o Vans US Open of Surfing, na praia de Huntington Beach. Nesta segunda, o campeonato rolou até o round 3, mas ainda faltam algumas baterias para terminar a fase. As meninas devem cair na água ainda hoje. E dos representantes da bandeira verde e amarela que mandaram bem e já garantiram seus lugares na quarta fase estão Krystian Kymerson, Alex Ribeiro, Peterson Crisanto, Yago Dora, Michael Rodrigues e Caio Ibelli.
 

No dia que marcou a estreia do surfe em Jogos Pan-americanos, o Brasil começou bem. Com um total de 14.5 pontos, dos 20 possíveis, Robson Santos dominou as ondas de Punta Rocas e foi o dono do maior somatório do dia. O paulista derrotou o equatoriano Israel Barona e avançou para a segunda fase, assim como a surfista brasileira Karol Ribeiro. Não foi fácil para a surfista de Cabo Frio, mas ela superou a panamenha por apenas 13 centésimos. Já no Long, a favorita da modalidade nos jogos Chloé Calmon e o Wenderson Biludo também se classificaram. Ainda tem Brasil representando no Sup Wave e Sup Race nos próximos dias de competição.

 
 
Tags:
COMPARTILHAR