AGUARDE
11 agosto 2015

XTerra Costa Verde tem disputas inéditas

No ano em que completa 10 anos no país, o circuito trouxe provas de natação noturna e o Xterra SUP

A sexta etapa do circuito XTerra Brazil 2015 aconteceu nos dias 8 e 9 de agosto, na cidade de Mangaratiba, na Costa Verde do estado do Rio de Janeiro. O resort Portobello foi o cenário perfeito para o fim de semana com um domingo de dia dos pais. Os paulistas Rodrigo Altafini e Sabrina Gobbo venceram as disputas de triathlon e mantiveram suas lideranças no ranking.


Sabrina Gobbo (SP) e Rodrigo Altafini (SP) continuaram com a camisa de líder do ranking. (Foto: Daniel Candian)

Sabrina Gobbo (SP) e Rodrigo Altafini (SP) continuaram com a camisa de líder do ranking. (Foto: Daniel Candian)

Como os atletas competiram no local pela segunda vez no ano, o percurso de triathlon sofreu algumas alterações. A disputa masculina foi bem acirrada, já que a liderança do ranking estava em jogo. O paulista Rodrigo Altafini e o paranaense Felipe Moletta estavam lado a lado na competição, mas depois do paranaense ter rasgado seu pneu no trecho de mountain bike, o defensor da liderança do ranking conseguiu abrir vantagem e foi o primeiro a cruzar a linha de chegada. Altafini fez a prova em 1 hora e 55 minutos, enquanto o paulista e vice-campeão, Diogo Malagon, fechou o percurso em 1 horas e 58 minutos. Um minuto depois, chegou o mineiro Frederico Zacharias, que ficou com a terceira colocação. Felipe Moletta terminou em sexto colocado.

Na parte da bike, eu estava em segundo. Aí vi o Moletta com problema e parei para dar o meu refil e ver se resolvia o problema dele. Continuei a prova, terminei o trecho de MTB em primeiro, dei continuidade na corrida e aí fechei em primeiro geral.

O paulista Rodrigo Altafini completou o percurso em 1 hora, 55 minutos e 27 segundos. (Foto: Divulgação XTerra)

O paulista Rodrigo Altafini completou o percurso em 1 hora, 55 minutos e 27 segundos. (Foto: Divulgação XTerra)

Entre as mulheres, nenhuma surpresa. A paulista Sabrina Gobbo comandou a prova feminina e chegou com um boa distância em relação à segunda colocada, a mineira Claudia Scaldini. Apesar do resultado, a paulista acredita que não fez uma boa prova:

Eu tive duas semanas meio pesadas, de pouco descanso e muito trabalho.

 

Apesar do cansaço, a paulista liderou a prova feminina. (Foto: Daniel Candian)

Apesar do cansaço, a paulista liderou a prova feminina. (Foto: Daniel Candian)

À noite, o XTerra promoveu uma disputa inédita: o swim challenge noturno. Cerca de 500 nadadores participaram da primeira edição da prova, e as luzes de identificação presas nas toucas (light sticks) proporcionaram uma imagem incrível para quem assistia da praia. Sucesso nesta etapa, a galera aprovou a iniciativa. "Foi um show de organização e pra mim foi um orgulho poder chegar na frente de uma prova tão inovadora como o XTerra Swim Challenge Noturno", revela o campeão da categoria 1,5k, Patrick Winkler.

Pela primeira vez no XTerra, a prova de natação noturna. (Foto: Divulgação XTerra)

Pela primeira vez no XTerra, a prova de natação noturna. (Foto: Divulgação XTerra)

A tradicional corrida noturna encerrou o primeiro dia de competições durante o XTerra Costa Verde II. A vila do Xterra ficou lotada de competidores. No domingo, outra novidade: o XTerra Sup. Mas isso é papo para outro post.

Tags:
COMPARTILHAR