AGUARDE
02 novembro 2016

Yago Dora dá show em dia épico no QS 6000 da Joaquina

O local garantiu a maior nota e o maior somatório do evento e Gabriel Medina garantiu o entusiasmo da torcida que lotou a famosa praia de Floripa

Yago Dora em exclusiva para o Canal Woohoo. (Imagem: Ricardo Albuquerque)

 

O segundo dia do Hang Loose Pro Contest 30 anos foi marcado por muita ação, colocando os tops que estreavam na segunda fase na água. Com o feriado de Dia dos Finados, o público lotou a Praia da Joaquina, em Florianópolis, relembrando o clima do evento de 1986. Ian Gouveia, que passou por uma bateria emocionante, se divertiu com o assédio.

Eu nunca vi a Joaquina tão lotada assim. Está muito legal passar pela praia com a galera toda vibrando, desejando boa sorte, querendo tirar foto... A gente só está acostumado a ver isso em etapa do CT. É bom para treinar, né? (risos)

Público lotou a praia para acompanhar de perto a competição. (Imagem: WSL/Smorigo)

Recordes batidos

Yago Dora colocou a lycra para competir na décima sétima bateria, quase no fim do dia. O surfista especialista em aéreos não decepcionou a galera de casa e garantiu um nove em sua primeira onda. Para completar, ainda pegou uma segunda onda boa e conseguiu o maior somatório do evento, sendo um dos favoritos ao título do Hang Loose Pro Contest 30 anos.

O prestígio do campeão 

O público foi ao delírio logo na primeira bateria da segunda fase, onde disputavam o campeão mundial de 2014 Gabriel Medina e o local Mateus Herdy, vencedor da triagem. Entre gritos e aplausos da torcida, os dois avançaram juntos em dobradinha brasileira.

O pessoal daqui é muito carinhoso. É sempre bom estar de volta, é uma praia onde me sinto confortável. Estou feliz de ter passado esse round com o Mateus, surfista que está surgindo da nova geração.

Gabriel precisou ser acompanhado por seguranças até a água. (Imagem: Ricardo Albuquerque)

Logo depois, o segundo colocado do ranking do QS, o australiano Connor O'Leary, garantiu sua vaga em mais uma rodada, avançando em primeiro junto com o top do CT Wiggolly Dantas. Connor precisa de muito pouco para garantir sua vaga no Tour no próximo ano.

Ainda entre os surfistas do G-10, Jessé Mendes, Bino Lopes e Ian Gouveia também conseguiram avançar no campeonato, o que é primordial para que eles consigam manter a boa posição no ranking de acesso à elite da WSL. Ian estava em terceiro lugar em sua bateria até os segundos finais, quando o líder Jorgann Couzinet, das Ilhas Reunião, cometeu uma interferência e perdeu sua posição. Campeão também precisa de sorte, não é?!

Ian em ação na Joaca. (Imagem: WSL/Smorigo)

A próxima chamada do campeonato está marcada para essa quinta-feira de manhã, mas, segundo a previsão, os competidores podem ter o dia de folga. Acompanhe nossa programação para mais informações!

 

O evento foi tão bom que Floripa inteira veio conferir. (Imagem: WSL/Smorigo)

Tags:
COMPARTILHAR